Libertadores: a hora e a vez do Galo!

24/07/2013 (10:28)
Meia-atacante Bernard retorna ao time titular do  Atlético nesta quarta (Bruno Cantini/Atlético-MG)

Meia-atacante Bernard retorna ao time titular do
Atlético nesta quarta (Bruno Cantini/Atlético-MG)

Chegou a hora! Na noite desta quarta-feira, o Atlético entra em campo no Mineirão, em busca da sonhada conquista da Copa Libertadores. Embalado por cerca de 60 mil vozes, o time alvinegro precisa superar o Olímpia por dois ou mais gols de diferença. No duelo de ida, disputado em Assunção, o Galo perdeu por 2 a 0. Mas, a confiança segue inabalada.

‘Expectativa boa’, diz ex-lateral

Paulo Roberto conquistou a Copa Conmebol, em  1992, diante do Olímpia (Reprodução/Web Galo)

Paulo Roberto conquistou a Copa Conmebol, em
1992, diante do Olímpia (Reprodução/Web Galo)

Com a experiência de ter defendido o Atlético por mais de uma década, o ex-lateral Paulo Roberto Prestes demonstra confiança quando o assunto é o título. “É um jogo em que o Atlético precisa correr atrás do placar. E a expectativa é boa. O Mineirão lotado. Se o quarteto Bernard, Jô, Ronaldinho e Diego Tardelli funcionar, o time tem totais condições de reverter”, afirmou ao portal Sou Notícia.

Paulo Roberto fez 504 jogos com a camisa do Atlético. Entre eles, os embates com o Olímpia, em 92, que deram ao Galo a taça da Copa Conmebol. “As características do campeonato são as mesmas”, analisou o ex-lateral. Que deu a ‘receita’ para a vitória mineira: “na parte técnica, o Atlético é superior. Mas tem que igualar na parte física, na pegada, na marcação”, disse.

Itabiritense Aida, de 16 anos, vai ao Mineirão acreditando no título (Arquivo/Aida Ceribeli)

Itabiritense Aida, de 16 anos, vai ao Mineirão acreditando no título (Arquivo/Aida Ceribeli)

Itabiritense confia no Galo

Com a mesma animação, a itabiritense Aida Ceribeli, de 16 anos, venceu a batalha inicial: na busca pelo ingresso para a decisão. “Foi bastante difícil. Como sou mulher, não fui para a fila. Então, tive que correr atrás de cambistas, fazer o que foi possível para ir (ao jogo)”, contou.

Agora, ela confia no elenco do Atlético para a segunda e mais importante batalha: a ‘finalíssima’ da Copa Libertadores. “A minha expectativa é a melhor possível. Com o apoio da torcida, o Atlético vai conseguir um bom resultado. Se não for 3 a 0, 2 a 0 a gente consegue. Se não for na prorrogação, será nos pênaltis. Mas, esse título já é nosso”, assegurou.

Desafio…

Derrotado por 2 a 0 no confronto de ida, em Assunção, o Atlético terá o retorno do meia-atacante Bernard para a partida desta quarta-feira. Por outro lado, os laterais Marcos Rocha, punido com o terceiro cartão amarelo, e Richarlyson, expulso, serão desfalques. O Galo confia no retrospecto favorável como mandante (cinco vitórias e um empate) para ficar com o título.

Fique por dentro de tudo que acontece em Itabirito e região. Curta nossa fanpage, clicando AQUI!