Sou Notícia

A internet foi o cupido na história de amor de uma itabiritense

Dayana e Ezequiel se conheceram pela internet e namoram à distância há mais de um ano (Arquivo Pessoal_
Dayana e Ezequiel se conheceram pela internet e namoram à distância há mais de um ano (Arquivo Pessoal)

Ao longo desta semana, o Sou Notícia preparou uma série de reportagens sobre o amor, com as mais diversas facetas que ele pode ter. Seja com ou sem distância, entre casais convencionais ou não, casados ou amigados, o que importa é que as relações sejam recheadas de muito respeito, carinho e cumplicidade. O amor, é claro, não tem forma predefinida e nem manual de instruções. Celebrá-lo em suas variadas formas e apropriações será o nosso objetivo. Na primeira reportagem, falamos do amor que ultrapassa a barreira da distância. Confira!

A internet foi o cupido…

Com a popularização das novas tecnologias, as relações também se modificaram e, muitas vezes, o amor surge primeiro de forma virtual para depois se tornar algo concreto. Foi o que aconteceu com a itabiritense Dayana Fernandes, de 23 anos, que há pouco mais de um ano, no dia 01 de abril de 2013, conheceu Ezequiel Pedroso, de 26 anos, natural de Sete Lagoas, por uma rede social.

O que começou como uma amizade despretensiosa, logo foi se tornando uma relação mais profunda. “Com o passar dos dias fomos ficando muito ligados e começamos conversar pelo telefone, como os dois tinham a mesma operadora, as conversas duravam seis, sete horas sem parar”, conta Dayana.

O início do relacionamento

A distância vai impedir que o casal passe o Dia dos Namorados junto (Arquivo pessoal)
A distância não é uma barreira para que eles comemorem o Dia dos Namorados (Arquivo Pessoal)

Antes mesmo de se encontrarem pessoalmente, Dayana e Ezequiel começaram a namorar e, no dia 07 de maio do mesmo ano, a relação foi oficializada com a visita de Ezequiel à casa de Dayana, em Itabirito. “Foi surpreendente, pois, além dele não conhecer a cidade, ainda teve que conversar com meus pais primeiro, porque eu estava trabalhando”.

Dayana ainda acrescenta. “Quando eu cheguei em casa ele estava sentado de frente para a porta em que eu entrei, batendo o maior papo com meus pais. Parecia que eles se conheciam há tempos, então meu coração disparou e fiquei intacta na porta. Ele me cumprimentou e eu me sentei ao lado dele no sofá. Meus pais ficaram conversando com a gente, pois viram que estávamos tímidos, e depois saíram. Nós dois conversamos um pouco e depois nos beijamos pela primeira vez”.

Distância

Não só o início do namoro do casal foi diferente, como, ainda hoje, Dayana e Ezequiel enfrentam o obstáculo da distância para ficarem juntos. “Tanto eu quanto ele percebemos como maiores dificuldades, muitas vezes ter que conversar só por telefone, sem poder olhar nos olhos um do outro, ter que frequentar certos lugares e festas sozinhos, pois não podemos estar juntos, sempre devido à distancia”.

Dia dos Namorados

Assim como no ano passado, o casal vai passar o Dia dos Namorados separado, mas nada que impeça que o amor dos dois seja celebrado, já que eles anteciparam a comemoração.  “Novamente, devido a distância, não vamos poder estar juntos no dia 12, vai cair no meio da semana e trabalhamos. Porém, nós comemoramos, antecipadamente, no último fim de semana e pudemos demonstrar o quanto nos amamos”, destaca.

banner_facebook_site2

Tags

Jornalismo - Sou Notícia

Entre em contato com a equipe de jornalismo do portal Sou Notícia: jornalismo@sounoticia.com.br

Related Articles

4 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *