GeralSou Notícia

Itabirito: Saae tem reajuste na conta a partir da fatura de abril

Consumo do mês de março já está tarifado com reajuste nas contas do Saae de Itabirito.

As tarifas do Saae receberam um reajuste durante o mês de março. Assim, a população de Itabirito já deve sentir um acréscimo na fatura a ser paga em abril deste ano. O novo acréscimo foi definido após consulta pública no site da autarquia, junto ao Ente de Regulação CISAB-RC, que “é o responsável por definir tarifas e outros preços públicos que assegurem o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos”, divulgou o Saae.

O reajuste tarifário foi requerido pelo Saae em novembro de 2017, pedindo a “correção da tabela progressiva pelo índice inflacionário e revisão da Tarifa Básica Operacional implantada em novembro de 2004 afirmando que ‘desde a sua criação a referida não passou por revisão para obter a sua respectiva função de remuneração pela disponibilidade do serviço’”.

Para o aumento das tarifas, a Saae argumentou ainda que “as referidas revisões se fazem necessárias para equacionar a nossa situação econômica e financeira, para que não comprometam as operações e manutenções dos sistemas de água, esgoto, serviços administrativos e os investimentos previstos”.

O impacto na conta representará um acréscimo de R$ 10,12 para R$ 12,75 na água, já o esgoto passa de R$ 6,07 para R$ 7,65 – referente à TBOA e TBOE, respectivamente. O aumento na tarifa de água, relacionado ao m3 consumido, foi de 1,83%. Já o esgoto não foi reajustado e continua com a cobrança de 60% do consumo de água da casa.

Tags

Jornalismo - Sou Notícia

Entre em contato com a equipe de jornalismo do portal Sou Notícia: jornalismo@sounoticia.com.br

Artigos relacionados

Um comentário

  1. Reduzir despesas, melhorar o profissionalismo do pessoal, reduzir a imensa folha de pagamento, parar de contratar parentes de funcionários da prefeitura, tudo isso nem passa pela cabeça dos “administradores ” do Saae. Assim é fácil. Cabide de empregos pra culiados e quem paga a conta somos nós. Os cidadãos trouxas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *