Geral

Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada após baixa procura

Vacina serve pra imunizar os vários tipos de Influenza e será aplicada até o dia 22 de junho.

A campanha de vacinação contra a gripe, em Itabirito, foi prorrogada até o dia 22 de junho, na próxima semana. A medida foi anunciada pelo Ministério da Saúde na tarde de ontem (13). O motivo para a prorrogação é o baixo índice de comparecimento do público alvo, sendo que apenas 77% foram vacinados. A meta do governo é vacinar 90% dessa população, cerca de 54 milhões de pessoas. Até o momento, 42,6 milhões de pessoas foram vacinadas.

Quem se enquadra nos grupos prioritários deve ir às Unidades Básicas de Saúde (UBS) de referência para se imunizar. É necessário levar o cartão de vacinação.

De acordo com o ministério, a proximidade do inverno, que começa no próximo dia 21, traz mais riscos para a população, uma vez que o período é o de maior circulação do vírus da gripe. Somente neste ano, 2.715 casos de influenza foram contabilizados, mais do que o dobro do que foi registrado no mesmo período do ano passado (1.227). As mortes decorrentes da doença passaram de 204, em 2017, para 446, em 2018. Em 2016, quando houve forte incidência da influenza no Brasil,  12.174 casos e 2.220 óbitos derivados deles foram contabilizados.

“Nós entendemos que a estratégia é: atuação mais proativa para ir buscar esse público-alvo”, afirmou o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, que citou iniciativas de vacinação e de conscientização envolvendo imprensa, escola e agentes comunitários de saúde como exemplos.

A vacina serve pra imunizar os vários tipos de Influenza, inclusive os mais graves, como o H1N1. Lembrando que as doenças são mais comuns no outono e inverno e é preciso ter atenção redobrada nesse período do ano.

A vacinação gratuita é oferecida para crianças com mais de seis meses de vida e menores de cinco anos, gestantes, mulheres que tiveram filhos há menos de 45 dias (puerpério), adultos com mais de 60 anos, profissionais da área de saúde e portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

A vacinação também é destinada a professores de ensino básico e superior de escolas públicas e privadas, funcionários do sistema prisional e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em cumprimento de medidas socioeducativas.

A partir do dia 25 de junho, outros grupos etários, como crianças de cinco a nove anos e adultos de 50 a 59, poderão ser vacinados. Isso dependerá da quantidade de doses disponível no município.

Vale ressaltar que, além da vacinação, outros cuidados também são importantes, como a higiene, por exemplo. Lavar as mãos com frequência, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir nariz e boca ao espirrar ou tossir, evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres e pratos, e manter os ambientes bem ventilados são algumas das medidas sugeridas pelo ministério.

Tags

Jornalismo - Sou Notícia

Entre em contato com a equipe de jornalismo do portal Sou Notícia: jornalismo@sounoticia.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *