Geral

Arte em grafite: murais homenageiam itabiritenses no aniversário de Itabirito

Iniciativa surgiu a partir do programa municipal de incentivo à leitura.

Dentro de um projeto em comemoração aos 95 anos de emancipação política de Itabirito, data celebrada nesta sexta-feira (07), Dia da Independência do Brasil, a Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo, a partir do programa municipal de incentivo à leitura, está desenvolvendo murais grafitados pela cidade.

Ontem (05), um mural foi feito na parede de uma pracinha no IAPI, conjunto habitacional localizado no bairro Santo Antônio. Para o local foi escolhido um grafite do atleta itabiritense Lúcio Otávio Soares, uma homenagem pelo bom exemplo no esporte. A arte foi pensada em função das crianças que frequentam a praça, numa tentativa de dar visibilidade ao esporte.

Já nesta quinta-feira (06), outro grafite foi feito numa parede da Unidade Básica de Saúde do São José. Os profissionais de saúde decidiram que no local seria feita uma arte em homenagem a Irmã Resende,que dedicou sua vida aos trabalhos no Hospital São Vicente de Paulo.

A equipe do Sou Notícia foi até o bairro São José para conferir a arte sendo desenvolvida. Segundo o artista visual Hely Costa, de Belo Horizonte, responsável pelo grafite, a proposta é homenagear pessoas de Itabirito. “O trabalho está homenageando pessoas que fizeram algo de importante para a cidade. No caso, é a Irmã Resende, que ajudou muito a cidade, trabalhando como enfermeira. Esse trabalho está relacionado aos 100 anos de Itabirito, que serão comemorados em 2023. Uma homenagem para a cidade. Inclusive aqui é um centro de saúde e a arte é pra alegrar o povo. Já fiz trabalhos em Nova York e em outros lugares. A ideia é colorir os grandes centros. Agora é possível ver esse tipo de arte em muitos lugares e essa arte urbana tem o sentido de atingir pessoas comuns, que passam e admiram. A arte tem essa função de socializar as pessoas. De repente a pessoa está triste e quando olha pra arte, psicologicamente já gera algo importante e impactante. As vezes essas pessoas nunca foram numa galeria e aqui acaba sendo uma galeria a céu aberto“, ressaltou.

De acordo com o diretor municipal de Cultura, José Carlos Oliveira, mais conhecido como Zé Carlos da Cultura, a ideia dos murais é resgatar a história do cidadão itabiritense, uma vez que o centenário é construído por toda a população de Itabirito. Para ele, a geração da Irmã Resende tem uma significativa importância para a construção social da cidade, assim como Lúcio Otávio, por ser um jovem atleta, estimula a prática de esporte e o lazer saudável, servindo como referência para outros jovens.

Zé Carlos afirma que no mundo inteiro a arte com grafite é valorizada e que Itabirito merece apreciar essas obras. Há uma intenção de continuar desenvolvendo murais pela cidade, mas é preciso encontrar espaços que se adequem à proposta, sendo que é necessário que a parede tenha boa visibilidade para dar espaço para a homenagem.

Tags

Jornalismo - Sou Notícia

Entre em contato com a equipe de jornalismo do portal Sou Notícia: jornalismo@sounoticia.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *