Opinião

A morte do cachorro e a hipocrisia humana

Pastor Anderson Martins faz uma reflexão sobre a comoção e os valores trocados.

Olá meus amigos do Sou Notícia. Sem sombra de dúvidas, não existem palavras para definir tamanha crueldade e ignorância da atitude do segurança de supermercado que matou brutalmente aquele animal indefeso. O cachorro teria sido espancado e uma denúncia feita nas redes sociais mostra imagens do animal com as patas traseiras feridas, além de marcas de sangue no chão da loja. Ainda de acordo com denúncias nas redes sociais, o segurança da loja teria agredido o cachorro após uma suposta ordem de seu superior para “limpar” o mercado, que receberia naquele dia visita de executivos da empresa. O cachorro chegou a ser socorrido pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) mas não resistiu ao ferimento e morreu. Uma covardia! Não existem palavras para classificar um ser humano como esse.

Em contrapartida, não podemos deixar de falar da tamanha crueldade dos nossos governantes; a tamanha crueldade do ser humano, que poderia fazer alguma coisa para o próximo. Não estou aqui para causar polêmica ou para distorcer a linha de pensamento de alguém que esteja publicando cartas de repúdio em relação à atitude do segurança que matou o cãozinho.

Porém, o ser humano, por ser um animal racional, ainda é soberano. O ser humano merece mais atenção e mais amor. Fico admirado com a hipocrisia das pessoas que tem a mente racional. Recentemente, uma idosa de 106 anos foi assassinada à pauladas no Maranhão. Antônia Conceição da Silva morreu apenas por causa de R$30,00. Ao contrário da atual repercussão da morte do cachorro, o assassinato de Antônia não despertou atenção dos ativistas dos direitos humanos, ONGs e defensores das causas que se dizem tão nobres. Não é questão de comparar um problema com o outro, mas sim deixarmos a hipocrisia de lado.

Quando eu falo dos governantes que são cruéis é porque centenas de pessoas estão nas enfermarias sendo tratadas como cachorros e animais irracionais. Muitos estão na mesma situação que esse cachorro, inclusive, uma vez que já perderam suas vidas. Por que o ser humano não se importa com o outro ser humano? Eu classifico isso como valores trocados. Temos sim que dar carinho aos nossos animais de estimação, assim como eu tenho em casa mais de 50 galinhas, além de dois cachorros que eu tenho muito amor por eles, mas ainda o ser humano está acima deles.

Que em 2019 possamos largar a hipocrisia e pensar no ser humano como nós olhamos para dentro de nós mesmos. Amar o ser humano como amamos nós mesmos.

Pastor Anderson Martins é presidente da Assembleia de Deus Missão – Ministério Itabirito, presidente do Conselho Educativo de Evangélicos de Itabirito (Colei), presidente da Associação Projeto Resgate Comunidade Terapêutica, filiado à Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil (CGADB), Capelão pela União dos Evangélicos do Brasil (UceBras). Casado, pai de quatro filhos, formado em Teologia pela Escola Bíblica Permanente Sião e comunicador. Tem sempre uma palavra de motivação e sabedoria para seus leitores e ouvintes. 

Tags

Jornalismo - Sou Notícia

Entre em contato com a equipe de jornalismo do portal Sou Notícia: jornalismo@sounoticia.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com Sou Notícia