Geral

Itabirito: operação da PM apreende máquinas de jogo ilegal no bairro Praia

Após denúncia anônima, Polícia Militar flagra comércio que movimentava jogo de azar.

Na noite desta quinta-feira, dia 5 de abril, a Polícia Militar (PM) realizou mais uma operação a partir de denúncias anônimas da sociedade. Desta vez, os oficiais flagraram a prática de jogo ilegal em um comércio no bairro Praia. “Hoje nós decidimos desencadear a Operação Batida Policial para conferir denúncias recebidas através do 181. Esse serviço é de extrema importância para Polícia Militar, ajudando a gente a conferir denúncias e crimes que as vezes não chega ao nosso conhecimento durante o dia a dia do policiamento ostensivo”, destaca o Capital Gláucio Damasceno, da PM de Itabirito.

O Capitão explica que “a Polícia tem desencadeado diversos tipos de operações, como blitz, incursão e batidas policiais”. “Hoje nós recebemos uma denúncia, pelo 181, que na região do bairro praia havia máquinas caça-níqueis. Trata-se de uma contravenção penal, um crime de menor potencial ofensivo, que está relacionada ao jogo de azar (…) que são todos aqueles jogos em que o apostador só ganha se depender da sorte. E isso é ilegal no Brasil”, explica o policial.

PM realiza operação contra jogo de azar (Foto: Sou Notícia).

Assim que a equipe da PM chegou ao comércio, encontraram três máquinas caça-níqueis expostas pela área público. Assim, o responsável pelo estabelecimento foi conduzido à delegacia e todo o material foi apreendido. “Ninguém estava jogando, mas só de existir a máquina no ambiente já configura crime”, ressalta Capitão Gláucio, que ainda explica que quem explora o jogo ilegal recebe uma pena pequena, mas geralmente há outros crimes por traz da oferta do jogo de azar.

PM realiza operação contra jogo de azar (Foto: Sou Notícia).

A gente sempre tem procurado pedir a sociedade para denunciar, porque, tirando a parte penal, muitas pessoas que são viciadas têm casa destruídas, porque ficam devendo e apostam seu o patrimônio. Temos que procurar, também, a prevenção do problema”, encerra o Capitão da PM, destacando que a identidade de quem denuncia não precisa ser revelada.

Confira o material apreendido pela PM durante a operação:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
×