Geral

Prefeito de Mariana fala sobre futuras paralisações de serviços por causa da greve dos caminhoneiros

Cidade pode sofrer paralisação em alguns serviços

A paralisação dos caminhoneiros vem afetando todas as cidades brasileiras. Os efeitos da greve são sentidos em vários setores e de acordo com a última atualização das secretarias municipais, alguns serviços serão reduzidos e, se a paralisação permanecer, provavelmente serão paralisados.

O prefeito de Mariana (Duarte Júnior) afirma que a situação é preocupante e aponta alguns serviços que serão adiados na cidade. “Vamos intercalar a coleta de lixo. Iríamos reiniciar a operação tapa buraco nessa quarta, mas não aconteceu e terá de ser adiada. Os caminhões não conseguiram vir para Mariana. Era uma demanda urgente, um compromisso firmado que vai ter que esperar”, afirma o prefeito.

Sobre a área da saúde, a preocupação é maior. Pacientes são enviados diariamente para as cidades de Belo Horizonte e Itabirito para realizar diferentes tipos de atendimentos, muitos deles diários. “É uma preocupação enorme para o poder público. Estamos torcendo para que tudo se resolva. Reconheço a situação dos caminhoneiros, que hoje se mostra totalmente inviável”, afirma Duarte.

Atualização de setores com serviços alterados

Educação – No setor da Educação algumas atividades escolares nos distritos já sofreram paralisação. Informamos que as aulas de toda a rede municipal estarão suspensas no dia 25, sexta-feira, e voltarão a sua normalidade assim que findada a greve.

Saúde – A prestação de alguns serviços que dependem do deslocamento de cerca de 130 pacientes, que realizam consultas, exames e procedimentos em outras cidades, sofreram alteração temporariamente. Estão mantidos os atendimentos de urgência, como pacientes de hemodiálise e oncologia (quimioterapia e radioterapia), que neste momento seguem o cronograma sem alterações.

Estradas vicinais – Segundo a Secretaria de Estradas Vicinais, as máquinas pesadas (patrol, escavadeiras, etc) estão abastecidas, porém paradas, ficando sobreaviso e prontas para emergências. A prioridade, segundo o secretário Marco Antônio, é oferecer o diesel para as ambulâncias, para que a prestação de serviços médicos de urgência não seja comprometida.

Coleta de lixo – Os bairros Rosário, Cabanas e Colina, que contam com o recolhimento diariamente, serão atendidos com intervalo de três dias. O Centro receberá o atendimento somente uma vez ao dia, a partir das 17h. Caso a paralisação permaneça, os moradores do bairro Rosário contarão com a coleta nos dias 24/05, 27/5, 30/5 e 06/6. Cabanas, dias 26/05, 29/5 e 02/06 e Rosário, dias 25/5, 28/5 e 31/5, sempre, em todos os bairros, após as 17h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
×