Opinião

A quem interessa que você vote branco, nulo ou se abstenha nas Eleições de outubro de 2018?

Os donos do poder pensam (e alguns têm certeza), que você é idiota e vai cair nessa.

Você já reparou a quantidade de mensagens que circulam nas redes sociais, justificando e incentivando você a votar em branco, a anular o voto ou não comparecer às urnas? Os donos do poder pensam (e alguns têm certeza), que você é idiota e vai cair nessa, por isso incentivam o BAN (Brancos, Abstenções e Nulo). Observe os pontos abaixo:

  • É mentira que um BAN superior a 50% anula as eleições, apenas diminui a base de votos válidos e isso favorece quem tem dinheiro para campanhas caras;
  • O BAN é uma das estratégias dos políticos “tradicionais”, donos do poder, com mandato há muitos anos, que esbanjam dinheiro público, que nos roubam, que estão sentindo uma grande mudança na consciência da população e correm sério risco de ficarem fora do próximo ciclo de governo;
  • Os atuais donos do poder estão aterrorizados com a alta probabilidade de não se reelegerem e ficarem sem a “boquinha”, por isso querem, a todo custo, que você não valide o seu voto, pois quanto maior for o BAN, melhor para eles;
  • Pesquisas mostram que o candidato à Presidência da República que ocupa o primeiro lugar está em ascensão e pode ganhar as eleições no primeiro turno;
  • O postulante ao cargo máximo da nação, que atualmente tem mais chances de ser eleito, é alinhado ao federalismo pleno, liberalismo econômico e pautas morais conservadoras. Isso não interessa em nada à esquerda, ala política que domina meios de produção de leis, do sistema judiciário e promotores das crises e instabilidade que o Brasil atravessa há pelo menos 32 anos.

Se o presente cenário apontado pelas pesquisas eleitorais sérias se confirmar, o BAN tende a diminuir muito, o que levaria o aspirante à presidente que está em primeiro lugar a vencer as eleições ainda no primeiro turno.

Vale lembrar que os institutos de pesquisa sérios são aqueles que não consideram o ex-presidente e agora presidiário, Luiz Inácio Lula da Silva, como candidato. Sondagens de intenções de voto que apresentam Lula como candidato podem ser consideradas FAKES, pois só servem para confundir a população e influenciar o voto de pessoas menos esclarecidas.

A intenção do establishment é eleger um “Cavalo de Tróia”, mas não terá a menor chance se o eleitor não aderir ao BAN. Neste contexto, uma das únicas manobras que a classe política dominante tem à sua disposição para evitar a tragédia (para eles) da queda do projeto de poder bolivariano no Brasil é o incentivo ao voto Branco, Abstenções e Nulos (BAN).

Com um BAN alto, a somatória de votos dos demais candidatos ultrapassaria a votação do primeiro colocado, provocando assim um segundo turno, com prognóstico totalmente indefinido e em condição de disputa muito desigual do ponto de vista do financiamento da campanha.

No segundo turno, o tempo de televisão dos candidatos será igual, com uma diferença fundamental: o dinheiro para financiar as peças de campanha. Enquanto o postulante antissistema enfrentará grandes dificuldades para produzir suas chamadas, o Cavalo de Troia vai dispor de um fundo partidário sem fundo! Já imaginou o alinhamento de MDB, PT, PSDB, et caterva somando esforços para deixar tudo como está para ver como é que fica? Ainda há um agravante: toda a mídia nacional está temendo cortes massivos nas verbas publicitárias do governo e, muito provavelmente, fará eco à campanha do Cavalo de Troia e demonizará o seu oponente.

Essa é a razão pela qual o establishment, a elite política do país, quer que você não vote. É uma armadilha! Você percebeu o que significa o brasileiro indignado, irritado com as consequências desastrosas do projeto de poder do Foro de São Paulo não cair nessa armadilha? Você percebeu por que o BAN é tão importante para a esquerda?

Portanto, não se deixe enganar! Diga não ao BAN!

Eduardo Barbosa é filho de Antonio Barbosa (Tony Foto) e Naura Barbosa. Nascido e criado na “Carioca” em Itabirito e apaixonado pela Cidade Encanto. Engenheiro de Produção e Segurança do Trabalho, é casado e pai de três filhos. Ferrenho defensor da cultura ocidental judaico-cristã, defende seus ideias em seu grupo de Facebook “Itabirito MG (com liberdade de expressão)”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close