Geral

Limpeza do Rio Maracujá prossegue em Cachoeira do Campo

Depois do Córrego do Prata, em Santo Antônio do Leite, agora é a vez da Prefeitura providenciar a limpeza do Rio Maracujá.

O Rio Maracujá, que corta a região dos distritos de Cachoeira do Campo e Amarantina até se encontrar com o Rio das Velhas, encontra-se assoreado ao longo de aproximadamente 9 quilômetros. Acúmulo de sedimentos, detritos e lixo, além de mau uso do solo e o desmatamento provocam inundações constantes em períodos de chuvas fortes.

As obras no Rio Maracujá foram iniciadas no dia 11 de junho e devem prosseguir ao longo da primeira quinzena de julho. “O rio Maracujá encontra-se assoreado ao longo de aproximadamente 9 quilômetros, e já faz treze anos que a última obra de desassoreamento ocorreu ali. Sabemos bem que a ausência de políticas públicas voltadas à gestão ambiental gera muitos transtornos para a população, principalmente, no período de chuvas constantes”, explica o prefeito Júlio Pimenta.

O Rio Maracujá é um rio histórico que marcou os caminhos dos primeiros bandeirantes, no século XVII, dentre outros episódios importantes do Brasil Colonial.

Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
×