Geral

Navegação segura na internet é tema do Fórum DCA

O objetivo é promover a integração entre os diversos segmentos que atuam na rede de atendimento a crianças e adolescentes.

A navegação segura na internet foi a pauta da edição de agosto do Fórum dos Direitos da Criança e Adolescente (DCA), realizado no dia 1º, na Casa de Cultura Maestro Dungas. O tema foi abordado pela Coordenadoria Estadual de Combate aos Crimes Cibernéticos (Coeciber) do Ministério Público do Estado de Minas Gerais.

Além da promotora e coordenadora Christianne Cotrim Assad Bensoussan, participaram do encontro Flavianne Lenimar Vieira Brandão Silva e Hérika Alonso Cicarelli Fonseca.

Diante de um auditório repleto de profissionais ligados às áreas de assistência social e de educação, as palestrantes abordaram assuntos como uso e segurança de senhas, ciberbullying, fakes, relação entre professores e alunos nas redes sociais, com destaque para a prevenção de crimes cibernéticos. O mote foi “a vida virtual é a vida real que as pessoas colocam nas redes sociais”.

Profissionais destacam oportunidade

Presente ao encontro, a secretária de Educação, Ana Góis, exaltou a importância do debate realizado na Casa de Cultura Maestro Dungas. “Agradeço a oportunidade. Foi muito proveitosa, de maneira lúdica, apresentando conteúdos que podem ser levados a todas as escolas, a todos os professores”.

Visão corroborada pela vice-diretora da Escola Municipal José Ferreira Bastos, Patrícia Marinho. “Vai contribuir bastante. É um trabalho muito bom, com um material excelente, que vamos compartilhar na escola com os alunos. Vamos selecionar várias partes dessa palestra e já trabalhar na escola com eles”, destacou.

 Apoio aos pais, alunos e professores

A coordenadora do Coeciber, Christianne Cotrim, exaltou os resultados do projeto. “Esse trabalho tem dez anos e traz a importância de esclarecer pais, alunos e professores a navegar com segurança em ambiente de rede e evitar que crianças sejam vítimas de cybercriminosos. Muitas crianças não sabem que são vítimas, têm medo de dizer que são vítimas ou não sabem a quem recorrer”, detalhou a promotora.

Criado em agosto de 2017 pela Secretaria de Assistência Social, o Fórum dos Direitos da Criança e do Adolescente tem o objetivo de promover a integração entre os diversos segmentos que atuam na rede de atendimento a crianças e adolescentes, otimizando e fortalecendo os serviços prestados. Os encontros são realizados mensalmente, na primeira quarta-feira de cada mês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
×