Opinião

A guerra cultural

Segundo o próprio Karl Marx, trata-se de um “vestido de ideias” que encobre interesses e/ou desejos.

Estamos vivendo uma GUERRA CULTURAL, você sabia? Nos dias de hoje, as nossas batalhas estão mais acirradas no campo das ideias (ideologias) e nos processos de mudança cultural.

Essa nova forma de batalha foi concebida entre 1927 e 1937 quando Antônio Gramsci escreveu um conjunto de 29 cadernos no período em que esteve preso na Itália, entre 1926 e 1937. Uma ideologia pode ser entendida como sendo um simulacro de teoria científica. Segundo o próprio Karl Marx, trata-se de um “vestido de ideias” que encobre interesses e/ou desejos.

Algumas das bandeiras ideológicas mais conhecidas foram lançadas pelo movimento de esquerda global para fisgarem os desavisados e conseguirem estremecer e quebrar as bases da identidade cultural ocidental judaico-cristã. Dentre elas estão: Socialismo; Gayzismo; Feminismo; Racialismo; Vitimismo; Anticristianismo; Islamismo; Ambientalismo; Veganismo e muitos outros movimentos baseados em premissas marxistas.

Qualquer destes tentáculos ideológicos, em conjunto ou separadamente, caracterizam o perfil esquerdista, logo, você deve pensar mil vezes antes de apoiar qualquer uma destas manifestações ativistas. Além de ser um comportamento deplorável, é uma tática largamente utilizada pelos esquerdistas no sentido de posicionar as ditas “minorias” sempre como “vítimas da sociedade”, dando-as uma “autoridade moral” para cometer crimes.

No fim, para os esquerdistas, só importa uma coisa: que a revolução seja plena, independentemente dos meios necessários para que o propósito seja alcançado. Então fica a pergunta: na guerra cultural, você está lutando em qual lado? A postura “isenta” e em cima do muro, característica marcante do cidadão omisso ou do político mal caráter, faz com que o mal prevaleça sobre os homens e mulheres de boa vontade.

Reprodução.

Eduardo Barbosa é filho de Antonio Barbosa (Tony Foto) e Naura Barbosa. Nascido e criado na “Carioca” em Itabirito e apaixonado pela Cidade Encanto. Engenheiro de Produção e Segurança do Trabalho, é casado e pai de três filhos. Ferrenho defensor da cultura ocidental judaico-cristã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close