Geral

Juiz conta com apoio da Câmara de Itabirito para a criação do Conselho da Mulher em Itabirito

O juiz também entregou um abaixo-assinado com 984 assinaturas.

O juiz de Itabirito, Antônio Francisco Gonçalves, esteve na Câmara de Itabirito (MG), nesta segunda-feira (17), pedindo aos vereadores empenho na implantação do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher. Tal situação se faz urgente na cidade uma vez que 70% dos processos que dão entrada no Fórum de Itabirito são de casos de violência contra mulheres. “Não tem um dia que eu não precise determinar uma medida protetiva”, disse o magistrado.

O juiz também entregou um abaixo-assinado com 984 assinaturas, feito por alunos de psicologia da Alis de Itabirito, durante a Semana (feira) de Desenvolvimento Econômico. O documento pede a criação do conselho.

“A Câmara não se furtará de suas obrigações”, disse o vereador presidente Rodrigo do Porco (PSD), referindo-se à organização de uma Audiência Pública em Itabirito para discutir o assunto “violência contra mulheres”.

A audiência discutirá também a criação do conselho. Tal conselho é importante porque é nele que acontece o debate para a implementação de políticas públicas para coibir a violência contra mulheres.

Juiz Antônio Francisco na Câmara de Itabirito (Romeu Arcanjo | Assessor de Comunicação da Câmara de Itabirito).

As informações são do jornalista Romeu Arcanjo, assessor de comunicação da Câmara de Itabirito. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close