Geral

Escoltado pela PF, Jair Bolsonaro vota no Rio de Janeiro

Na saída, Bolsonaro foi ovacionado por eleitores que gritavam: 'Mito, muda esse país'.

O candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), chegou para votar às 08h56 acompanhado do filho Flávio. Ele estava escoltado pela Polícia Federal e também contou com apoio da segurança militar.

O candidato saiu caminhando do carro e, depois de passar pela urna, o deputado afirmou que recebeu apoio de importantes setores da sociedade, como empresários, ruralistas, lideranças evangélicas, e “pessoas do bem”. “Não queremos o modelo da Venezuela, precisamos nos afastar do socialismo”, afirmou.

O deputado disse também que pretende ir a debates “se houver segundo turno”, enfatizou. Questionado se vê chance de vencer já nesta etapa, o candidato respondeu: “Acaba hoje”. “Dia 28 é praia”, disse em referência à data marcada para a segunda etapa do pleito.

Bolsonaro votou na Vila Militar. É a maior concentração de efetivos no Brasil. São 51 instalações, que reúnem a maior parte dos cerca de 14.000 oficiais à disposição do Comandante Militar do Leste. Ali, na última eleição, o capitão reformado obteve 144 votos na Escola Municipal Rosa de Fonseca. Na época, candidato a deputado federal, ficou com 58% dos votos da seção. Ao todo, 300 pessoa votaram.

Na saída da seção, Bolsonaro foi ovacionado por eleitores que gritavam: “Mito, muda esse país”.

O candidato retornou a sua casa por volta das 9h40 e passou direito pela portaria, escoltado pelos veículos da PF.

Na porta do condomínio onde mora, na Barra da Tijuca, eleitores com bandeiras do Brasil e camisetas estampadas com o rosto do deputado se aglomeram desde cedo. Agentes da PF, junto com a equipe de segurança do condomínio, colocaram grades de metal para isolar a entrada do local. As informações são da Veja.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
×