Geral

Médica da Vale é a primeira vítima identificada do rompimento da barragem em Brumadinho

Marcelle Porto Gangussu, médica do trabalho da Vale, é a primeira vítima identificada do rompimento da barragem em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A informação foi divulgada pela Polícia Militar de Minas Gerais.

O Corpo de Bombeiros confirmou a morte de outras oito pessoas após o desastre. Porém, até o momento, nenhuma delas foi identificada. As autoridades recomendam que os familiares levem fotos dos desaparecidos para facilitar a identificação das vítimas.

O comandante dos Bombeiros de MG, Coronel Estevão, afirmou que 354 pessoas estão desaparecidas. A previsão é que o trabalho de buscas se prolongue por semanas.

Mais cedo, a instituição disse que o número de desaparecidos era de 300 a 350 dpessoas. Já a mineradora Vale divulgou uma lista com 412 nomes de pessoas que sem contato com familiares desde o momento do rompimento da barragem em Brumadinho.

“Se o seu nome está na lista, favor entrar em contato com a nossa ouvidoria para comunicar”, pediu a mineradora em comunicado. O telefone para atendimento é o 0800 821 500.

Rompimento da barragem

Uma barragem da mineradora Vale se rompeu ontem (25), em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e fez uma segunda barragem transbordar. Com isso, um mar de lama destruiu casas da região e os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close