GeralItabirito

Para discutir Dia da Mulher e feminicídio, Rede Cidadã leva 60 jovens à Câmara de Itabirito

TODOS os jovens da Rede Cidadã são contratados como aprendizes por empresas credenciadas

Organização social que existe em Itabirito desde 2016, a Rede Cidadã é uma entidade, nacionalmente atuante, de qualificação profissional. Jovens inseridos no programa da Rede trabalham em empresas credenciadas, com carga horária reduzida, e recebem R$ 469,13 mensais pelo trabalho. Uma vez por semana, esses jovens têm aulas teóricas, e nos outros quatro dias atuam nas firmas como aprendizes. Em Itabirito, são 50 beneficiados. Em Ouro Preto, são 137.

Convidadas para discutir questões relacionadas às mulheres com jovens da Rede Cidadã. Foto: Sou Notícia

Em uma das atividades, que se deu nesta terça-feira (12), 50 jovens da Rede, de 14 anos a 22 anos, e mais 10 jovens do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) discutiram com oito mulheres da sociedade itabiritense questões relacionadas à violência contra a mulher. A atividade tem como base o Dia Internacional da Mulher (que foi em 8 de março).

Segundo a Rede Cidadã, a intenção não é somente qualificar para o mercado e dar a oportunidade de esses jovens terem uma renda, mas também há preocupação com qualificação humana dos beneficiados. A atividade que discutiu questões relacionadas às mulheres é um dos exemplos de ação que visa aprimorar o “lado humano” desses jovens.

Coordenadora Cláudia e jovens da Rede Cidadã na Câmara. Foto: divulgação

Os contratos com as empresas são com base na Lei Federal 10.097, de 2000, conhecida como Lei do Jovem Aprendiz. “Os contratos não são feitos como o jovem ou a empresa quer. São feitos de acordo com lei”, disse Cláudia Martinha Barbosa, coordenadora da Rede Cidadã em Itabirito e Ouro Preto.

Os contratos dos jovens da Rede com as empresas são de 320 dias. Os beneficiados são indicados pela sociedade e por entidade como Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Conselho Municipal da Criança e do Adolescente e Conselho Municipal de Assistência Social. A maioria dos jovens da Rede é de baixa renda. “Alguns, com o dinheiro que ganham, chegam a ser tornar arrimo de família”, disse a coordenadora.

Jovens da Rede Cidadã na Câmara nesta terça-feira. Foto: Sou Notícia

Informações sobre os trabalhos da Rede Cidadã podem ser obtidas pelos telefones (31) 9 8896-2408 ou (31) 9 8201-4994.

A atividade na Câmara teve a participação do educador social da Rede Cidadã em Itabirito, Paulo Henrique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close