GeralItabirito

Saae de Itabirito recebe a visita de analistas da Coca Cola Femsa

Analistas de Relacionamento da Coca Cola Femsa estiveram, na manhã da última terça-feira (02/04), na sede do Serviço Autônomo de Água e Esgotos (SAAE) de Itabirito para conhecerem a estrutura e o modelo de trabalho que os gestores do órgão desempenham na área social e ambiental do município.

A visita serviu também para estreitar o relacionamento entre as empresas, pois o Saae é responsável pela distribuição de água tratada para a Coca Cola e região da BR 040, além de fomentar a troca de experiências em diversas áreas e incentivar a realização de parcerias em projetos socioambientais.

A chefe de Relações Institucionais, Bruna Porto, o gerente de Assuntos Corporativos, André Porto, e a analista de Assuntos Corporativos, Fernanda Faria, foram recebidos pelo diretor-presidente do Saae, Wagner Melillo, que apresentou a estrutura do órgão e detalhou sobre os trabalhos desenvolvidos na área ambiental, como a despoluição de córregos e o controle de perdas de água.

Wagner destacou como o Saae tem investido maciçamente para melhorar a qualidade no fornecimento de água, alcançando mais de 100% da população, bem como no atendimento aos munícipes com uma bem estruturada rede de saneamento básico, que hoje alcança o índice de aproximadamente 90% dos lares de Itabirito.

O gerente André Porto ficou impressionado com o Centro de Controle Operacional do Saae, um sistema informatizado que monitora os reservatórios 24h por dia, e viu a possibilidade de iniciar uma possível parceria entra a Coca Cola e o Saae na área de controle de perdas.

A analista Fernanda Faria considerou a visita muito positiva como forma de estreitar o relacionamento com o Saae e trocar experiências. “É importante ter o Saae como futuro parceiro em projetos de responsabilidade social, que pudermos realizar em conjunto”, disse.

O diretor-presidente do Saae, Wagner Melillo, ressaltou que a troca de experiências entre as empresas e a busca de parcerias em projetos ambientais é de grande valia.

“É satisfatório saber que o Saae de Itabirito tem se tornado referência no trabalho de tratamento de água e de esgoto e tem despertado o interesse de empresas como a Coca Cola no fomento de parcerias e trabalhos em conjunto”, finalizou.

Fonte: Assessoria de Imprensa Saae

Artigos relacionados

Um comentário

  1. Mais um recado para os Órgãos de Controle Ambiental de Itabirito, deste Estado e deste País! Órgãos que não existem na prática ou são só cabides de emprego: a VALE S/A tem feito o que quer com os cursos d’água em Itabirito. O Rio Itabirito já está morto há anos. Os seus contribuintes, dentre eles o tão importante e combalido Córrego Seco que abastece boa parte da cidade de Itabirito, que por sua vez era contribuinte do Córrego da Carioca. Ambos estão agonizantes. Exatamente onde está a ETA que abastece boa parte da cidade está secando, só corre água nos períodos chuvosos e quando corre derrama o sangue vermelho das entranhas da nossa terra, da natureza tão bonita da região do Pico do Itabirito e da Estação Ecológica de Arêdes em seu leito! Que país é este? Que leis são estas? Afinal quem manda nessa Zorra? Então VALE tudo? Uma empresa acha que pagar Royalties pela exploração mineral lhe dá o direito de deixar o povo sem água e sem vida, uma cratera para enterrar seus mortos no futuro? Empresa maldita, sem princípios e sem valores, que não se preocupa com a comunidade onde está inserida. A VALE S/A considera que arrumar empregos para os cidadãos itabiritenses é tudo e basta. Com isto ela pode degradar, poluir, esbulhar as propriedades e toda a natureza que resiste bravamente em sobreviver! Vão fazer isto nas suas casas Senhores Acionistas desta empresa, a maior mineradora do mundo e que não está nem aí para Itabirito! O mundo inteiro, os compradores de minério da VALE S/A deveriam saber destas atitudes da empresa. Só não interessa à China, que é uma raça pior ainda. Os porcos se beijam! Querem o retorno do capital aplicado em ações das empresas e o resto que se dane. Não se esqueçam de que a terra e a natureza não tem fronteiras e com certeza um dia haverão de chorar pelo desastre irremediável que estão preparando para nossa querida Itabirito. Os empregados da VALE S/A em todas as minas da empresa se borram ao pensar em criticar as degradações ambientais que eles sabem que acontecem nesta maldita empresa. É a chantagem que substituiu a chibata da escravidão, o medo de perderem os seus empregos. Empregos que são trocados por migalhas e submissão! Isto me dói porque se contabilizarmos o lucro que esses crápulas já tiraram da nossa cidade daria para reverter uma parcela significativa da degradação que causaram no Pico de Itabirito e nas outras minas matando as nascentes de água, seria suficiente para manter o meio ambiente em equilíbrio. País maldito! Empresários covardes! Políticos safados! Mesmo uma pequena parte já seria a solução, mas a usura dessa gente já virou um aleijão (Gil)!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close