ComportamentoGeralItabiritoMarianaOuro Preto

Saae de Itabirito implanta rede de esgoto nas proximidades da Fábrica Velha

Moradores da rua Getúlio Vargas, na altura da Fábrica Velha, que ainda não contavam com redes coletoras de esgoto, estão recebendo esse benefício, por meio de obras que o Serviço de Saneamento Básico (Saae) de Itabirito está executando, com mão-de-obra própria e financiamentos do Projeto Córrego Limpo, Vida Saudável.

A obra para a implantação da rede de esgoto teve início na manhã da última segunda-feira (15/04) e tem previsão de término no dia (24/04). Ela vai beneficiar diretamente a Fábrica Velha, onde no futuro vai servir de sede para algumas secretarias da prefeitura, além de um conjunto de residências no entorno.

O chefe de Setor, Ivaci da Silva, contou que serão colocados 50 metros de PVC mais dois PVs, responsáveis por encaminhar o esgoto para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) no Marzagão, evitando que sejam lançados diretamente no córrego como acontecia antes.

De acordo com o diretor-presidente do Saae, Wagner Melillo, a intervenção é uma reivindicação antiga dos moradores e um compromisso da atual gestão da autarquia para combater o lançamento irregular de esgoto nos córregos de Itabirito por meio do Projeto Córrego Limpo, Vida Saudável.

Segundo Wagner, desde o ano passado, com a realização das obras do projeto foi possível notar o retorno de peixes nos córregos do Carioca e Criminoso. “Esses locais, antes eram sujos e fedorentos e hoje em dia é uma satisfação vê-los 100% despoluídos com a vida retornando a eles. Nossa meta é que voltem a ter balneabilidade ainda este ano”, contou.

Esgoto tratado

O projeto “Córrego Limpo, Vida Saudável” vai atender aproximadamente 11 mil pessoas em 18 bairros da cidade. O município vai deixar de jogar 72 milhões de litros por mês de esgoto no rio em 2019

Iniciado em 2018, o projeto realiza obras de interligações dos esgotos domiciliares à rede interceptora, monitoramento da água e ações de educação ambiental para conscientizar a população sobre a importância de cuidar do rio Itabirito e dos córregos da cidade. Desde que o projeto começou, 88% dos córregos São José e Criminoso e 96,8% do córrego Carioca já estão limpos e sem mau cheiro.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close