ComportamentoGeralMariana

Grupo de familiares de empregados visita Unidade de Germano da empresa Samarco

 

A Samarco recebeu, nesta quinta-feira (9/5), no Complexo de Germano, em Mariana, um grupo de familiares de empregados. O grupo participou da 1ª visita do Programa Portas Abertas, implantado para que a empresa possa apresentar aos empregados e seus familiares, de forma transparente, as iniciativas voltadas para garantir a segurança das estruturas geotécnicas da empresa. A iniciativa é também uma oportunidade para esclarecer dúvidas sobre as novas soluções que a Samarco está adotando para voltar a operar com mais segurança e de forma responsável.

 

O grupo foi recebido por empregados da Samarco, que atuam como monitores das visitas, e puderam conhecer as iniciativas e obras realizadas para o reforço das estruturas remanescentes de barragens e o Sistema de Segurança Integrado, que inclui o monitoramento 24 horas por dia, sete dias por semana. Os visitantes receberam mais informações sobre a proposta de retomada das operações da Samarco e foram até a Cava de Alegria Sul, local que irá receber os rejeitos quando a empresa voltar às atividades.

 

A Samarco irá retomar as suas operações de forma gradual, inicialmente com 26% de sua capacidade produtiva. Além disso, irá adotar novas tecnologias que trazem mais segurança e menor impacto ambiental e um sistema de filtragem, que permitirá o empilhamento a seco. Todo o processo para a volta das atividades está sendo acompanhado pelos órgãos competentes.

Os familiares dos empregados aprovaram a iniciativa da Samarco.  Para Adriana de Fátima Valadares, esposa de um empregado da área de Automação, a visita foi importante para mostrar o trabalho que está sendo desenvolvido pela empresa. “Meu marido trabalha aqui há 27 anos e eu, como familiar, acompanho de certa forma o que está sendo feito. O que vimos na visita não me surpreende porque eu não tinha dúvida que a empresa iria reconhecer o impacto do rompimento da barragem e trabalhar para recuperar. Tenho certeza que empresa vai voltar a operar”, afirmou Adriana.

Imagens relacionadas

 

 

Fonte: Jornal e Rádio * O Espeto *

Artigos relacionados

Um comentário

  1. E A EMPRESA QUERENDO LIMPAR O NOME JUNTO AOS FAMILIARES E A COMUNIDADE!! SAFADOS!! A VIDA INTEIRA COMETERAM CRIMES AMBIENTAIS E AGORA VEM DANDO DE BONZINHOS!!!ESSA MALDITA EMPRESA, ASSIM COMO A VALE S/A JÁ CONHECIA OS RISCOS DE TODAS AS BARRAGENS, INCLUINDO AS DUAS QUE JÁ ROMPERAM, HÁ MUITOS ANOS. EMPRESAS MALDITAS COMPRAM OS AUDITORES E OS ÓRGÃOS DE CONTROLE COMO FEAM E DNPM. TEM QUE PARALISAR AS ATIVIDADES DESTAS EMPRESAS EM MG E PRENDER TODA A CÚPULA! SE ESTE FOSSE UM PAÍS DESENVOLVIDO ISTO JÁ TERIA SIDO FEITO!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close