GeralItabiritoMarianaOuro Preto

Pendurados em helicópteros; técnicos são usados pela Vale para monitorar barragem em Barão de Cocais

Mineradora Vale adotou uma estrategia diferente para  fazer o monitoramento da barragem Sul Superior, na Mina Gongo Soco, em Barão de Cocais, na Região Central de Minas Gerais. A Mineradora  recentemente usou alguns técnicos pendurados em helicópteros para monitora-lá.

Em março, a barragem Sul Superior entrou em alerta máximo para o risco de rompimento, no qual sete pontos de fuga foram divulgados pela Defesa Civil de Minas Gerais para orientar os moradores de Barão de Cocais em caso de rompimento da Barragem Superior Sul.

Entre os instrumentos usados para verificar as condições da barragem estão os piezômetros, que monitoram a pressão da água e permitem identificar algum problema na movimentação da estrutura.

Marcelo Barros, diretor de operações da Vale, disse que a barragem era monitorada por 25 piezômetros manuais e 20 piezômetros automatizados, mas, desde a mudança de nível de segurança, a estrutura conta com apenas cinco instrumentos manuais. O monitoramento integral, no entanto, é previsto em uma resolução da ANM publicada há dois anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close