GeralItabiritoMarianaOuro Preto

Itabirito, Ouro Preto, Mariana e outros sete municípios, podem receber apoio financeiro de R$ 100 milhões da Vale

Na última quarta-feira (26) de junho foi acordado um repasse no valor de R$100 milhões, entre a mineradora Vale e a Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais (Amig). No entanto, o acordo financeiro, a qual visa ajudar os municípios que estão sendo prejudicados pela paralisações de barragens, é temporário.

Em relação aos município que serão beneficiados; são eles: Itabirito, Mariana, Ouro Preto, Barão de Cocais, Belo Vale, Congonhas, Nova Lima, Rio Acima, São Gonçalo do Rio Abaixo e Sarzedo.

O acordo tem por duração de 3 (três) meses, podendo ser rediscutidos caso haja retorno das atividades produtivas.

 

Veja a nota da Vale na íntegra

“Com o intuito de contribuir para melhorar a oferta de serviços essenciais à população das cidades onde as operações da Vale foram paralisadas, a empresa renovou, nesta quarta-feira (26/6), por mais três meses, apoio financeiro temporário celebrado com a Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais (Amig). Pelo acordo, a Vale fará novo aporte no valor total de R$ 100 milhões para dez cidades: Barão de Cocais, Belo Vale, Congonhas, Itabirito, Mariana, Nova Lima, Ouro Preto, Rio Acima, São Gonçalo do Rio Abaixo e Sarzedo. As paralisações foram ocasionadas por liminares concedidas em Ações Civis Públicas (ACP) ou via autos de interdição.

“Entendemos que esse novo apoio financeiro temporário é necessário para melhorar a oferta de serviços básicos fornecidos pelos poderes públicos das cidades em que foram prejudicadas pela paralisação das nossas operações. Temos profunda consciência da importância da mineração para o estado e que a atividade é a base da economia de muitas localidades. A Vale reafirma seu compromisso a continuar produzindo e investindo em Minas Gerais, estado estratégico para o presente e para o futuro da empresa” explica Luiz Eduardo Osório, diretor-executivo de Relações Institucionais da Vale.

A cada três meses, os termos serão rediscutidos caso haja retorno das atividades produtivas.”

 

Publicidade


O 1º Acordo

No último mês de abril de 2019, a Vale vinha mantendo um acordo de R$100 milhões de reais, com a Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil (Amig).

Pois muitos municípios sofreram perda na arrecadação devido à paralisação de muitas barragens em suas regiões. Além disso, havia sido anunciado pela empresa mineradora que seria distribuído o valor nos 10 municípios citados acima.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close