Geral

Homologada licitação que beneficiará a captação e tratamento de água e esgoto do município

Na última quinta-feira, 04 de julho, foi assinada a homologação do processo licitatório com o consórcio que ficará responsável pela captação e tratamento da água e esgoto tanto de Ouro Preto quanto dos distritos. As empresas que estão no consórcio são: GS Inima Brasil, MiP engenharia e EPC.

Trata-se de um divisor de águas na situação de tratamento de esgoto a cidade. Hoje, menos de 1% do esgoto é tratado no município, e, com o consórcio assumindo a concessão, a previsão é de que em 3 anos todas as estações de tratamento de esgoto da sede já estejam construídas e em alguns distritos também.

Segundo o presidente da empresa GS Inima Brasil, Paulo Roberto de Oliveira, com poucos meses de trabalho a população já sentirá as melhorias no serviço de saneamento básico. “Faremos um grande investimento financeiro nos três primeiros anos, mas logo nos primeiros seis meses a população já sentirá algumas mudanças em relação aos serviços de água e esgoto do município”, frisou.

Todas as obras serão para o benefício dos moradores da sede e distritos de Ouro Preto, deixando nossos córregos e rios limpos e conservados, tratando todos os canais de esgoto, e também aumentando a capacidade de bombeamento hídrico, fazendo com que em nenhuma época do ano qualquer morador sofra com a falta de água.

Durante o encontro o vice-prefeito, Tico Miranda, destacou a importância do ato. “Hoje, foi uma data histórica para Ouro Preto, pois a administração mostrou que está pensando no futuro do município”, declarou.

Serão aumentados os reservatórios em localidades que necessitam de uma maior vazão e trocados todos os reservatórios que não estão em boas condições, além da utilização de equipamentos de alta tecnologia para tratamento da água.

O vereador, Geraldo Mendes, falou sobre a importância de se tratar o saneamento básico com seriedade. “Ao longo de décadas a população ouro-pretana sofreu com a politicagem em relação ao saneamento básico. Agora, com essa concessão, a cidade terá um novo recomeço, e poderá contar com  o nosso apoio”, afirmou.

Para o prefeito, Júlio Pimenta, essa ação representa um avanço para cidade. “É inadmissível que uma cidade como Ouro Preto tenha menos de 1% do seu esgoto tratado, além da constante falta  de água em várias localidades. Por isso, o que fizemos hoje foi dar condições de existir investimentos necessários para que possamos avançar no tratamento da água e do esgoto com responsabilidade”, salientou.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close