GeralItabiritoMarianaOuro Preto

Saiba como ver quanto o FGTS rendeu a mais

Os trabalhadores da iniciativa privada que têm contas vinculadas ao FGTS, sejam elas ativas ou inativas, e que registravam saldo positivo em dezembro do ano passado, podem conferir se entrou um dinheiro a mais para eles. O governo fez ao longo do mês de agosto o repasse do lucro total do fundo referente a 2018. A Caixa Econômica Federal depositou R$ 12,2 bilhões relativos aos rendimentos do ano passado para 93,2 milhões de trabalhadores em todo o país. Para conferir quanto caiu na conta, os beneficiários devem acessar o site da Caixa (www.caixa.gov.br) ou usar o aplicativo do banco.
Os depósitos começaram a ser feitos no início do mês passado. O prazo para conclusão das operações terminou no último dia 31 de agosto. O rendimento total do fundo em 2018 foi de 6,18%, conforme dados da Caixa Econômica Federal.
O governo federal repassou a parte do lucro integral do FGTS para as contas vinculadas dos trabalhadores, o que representou um acréscimo de 3,088%. Segundo a instituição financeira, os valores foram creditados com a data de 10 de agosto de 2019.
Sendo assim, o empregado que possuía em 31 de dezembro do ano passado, por exemplo, um saldo de R$ 2 mil na conta vinculada, teve um crédito a mais de R$ 61,76, além do rendimento normal. Já os trabalhadores com saldo de R$ 10 mil receberam R$ 308,80 de distribuição de rendimentos de 2018.
Por meio da Medida Provisória 889, o governo liberou o repasse de 100% do lucro do FGTS, referente ao ano anterior. Os depósitos ocorrem sempre em agosto. Em 2017 e 2018, os trabalhadores com contas vinculadas ativas e inativas do fundo tiveram pagamento de 50% da lucratividade. Em 2019, houve distribuição total do lucro para os trabalhadores.
CORREÇÃO MAIS TR
Os 6,18% representam a correção monetária anual do fundo, que é de 3% ao ano mais a Taxa Referencial (TR) – que está zerada -, paga mês a mês, acrescentada do lucro que é dividido integralmente com os trabalhadores donos das contas vinculadas.
A variação de 6,18% ficou bem acima da inflação medida pelo IPCA, que está em 3,22% no acumulado em 12 meses até julho, e da caderneta de poupança de 4,55% nos depósitos a partir de maio de 2012.
SENHA PARA TER ACESSO
Os trabalhadores devem ter senha de acesso para consultar em www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts. Os valores serão informados na linha em que se lê “cred. dist. resultado ano base 12/2018”.
É preciso clicar em Benefícios e Programas, depois Benefícios do Trabalhador e Acompanhe seu Extrato. Digite CPF ou NIT/PIS. Dá para conferir pelo aplicativo do FGTS e na Caixa.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close