EsporteGeralItabirito

Prática esportiva muda a vida de jovem de Itabirito: “Agora é muito raro eu ir ao médico”

Ana Carolina precisava ir ao médico todos os meses e se sentia sempre cansada, até que começou a praticar esporte.

Não é mais novidade que atividade física é fundamental para a saúde. Mas a história da estudante de 17 anos, Ana Carolina Ferreira Trindade, moradora do bairro Vila Gonçalo, consegue surpreender e se transformar em um verdadeiro incentivo para investir na prática esportiva e melhorar a qualidade de vida.

Ana Carolina conta que cresceu com problemas de saúde. “Minha mãe diz que, quando eu nasci, ela notava que minha respiração não era normal na hora de mamar. Eu ficava muito cansada e, com isso, ela me levou em um médico, que me diagnosticou com bronquite asmática”, lembra a estudante.

A partir do diagnóstico, Ana Carolina aprendeu a conviver com a doença e com as visitas constantes ao hospital. “Minha mãe foi seguindo as recomendações do médico, porém, depois de uns anos, meu estado piorou. Minha bronquite atacava de mês em mês na infância. E eu chegava a ficar internada já em estado avançado, de falta de ar e tudo”, conta.

Ana Carolina passou a ir ao médico todos os meses, para manter um controle constante da doença. Até que um conselho começou a mudar esse cenário. “Uma amiga minha da academia Sport Defense me chamou para entrar para o Boxe Chinês, eu me interessei e comecei, em 2017, quando tinha 15 anos”, lembra.

Com a atividade física regular, o quadro de saúde de Ana Carolina foi mudando de forma drástica. “Minhas crises de mês em mês passaram para de seis em seis meses, de ano em ano. E hoje estou liberada de fazer os controles, minha respiração e minha bronquite estão mais controladas”, comemora a atleta.

Respirando melhor, a vida da estudante mudou completamente. “Eu era uma pessoa que estudava um turno e dormia o resto do dia. Quando não dormia, ficava muito cansada. Hoje eu trabalho e treino no intervalo de trabalho; e no outro turno faço curso e estudo a noite ainda. E não me sinto cansada no dia seguinte!”, relata, destacando ainda que se mantém ativa o dia todo e sente-se muito bem.

Para Ana Carolina, a escolha da atividade física bem orientada fez toda a diferença na melhoria da sua saúde. “Agora é muito raro eu ir ao médico. As raras crises que eu tenho agora são todas controladas em casa. Acredito que a obrigação de aprender a respiração correta nas atividades me ajuda a controlar, me ensinou a controlar os ataques”, explica.

Segundo o pneumologista, Roberto Stirbulov, que esteve no Programa Bem Estar, da Globo, a doença de Ana Carolina atinge de 8% a 10% da população brasileira e está entre as principais causas de internação entre crianças de até 6 anos. Ainda no programa, os especialistas apontaram que a prática regular de atividades físicas pode fazer com que melhore o condicionamento físico e a saúde mental. Entre os principais benefícios estão: aumento da energia, fortalecimento dos ossos e músculos, melhora da circulação sanguínea, controle da pressão arterial, diminuição da gordura corporal e diminuição do estresse.

“Os exercícios ainda podem contribuir para que você se recupere de uma maneira mais fácil após o surto de bronquite e sinta uma grande diminuição dos sintomas crônicos dessa doença, como o chiado e a falta de ar”, explica o especialista.

O mestre em Artes Marciais, Douglas Rosendo, conta que histórias como a de Ana Carolina são comuns entre os alunos da Sport Defense. “A prática esportiva ou o hábito de fazer exercícios de forma bem orientada realmente muda a vida das pessoas. Ser ativo vai muito além da estética, pois é uma questão de saúde”, define o mestre, que também sofria da mesma doença na infância e, com a atividade física, nunca mais teve crises.

 

*Com informações do Departamento de Comunicação da Academia Sport Defense*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close