GeralItabiritoOpinião

Vereador Leo responde suposto dançarino de Boate Gay

Um suposto candidato a vereador em Itabirito nas próximas eleições, tem feito de tudo para ganhar espaço e aparecer na mídia. A alguns dias, esse suposto homem, que não tem um passado limpo como tenta transparecer, tem atacado os vereadores da cidade com postagens nas redes sociais.

Esse personagem polêmico que se denomina consultor político, postou na manhã de hoje, quinta-feira (16/01/2020), uma publicação sobre a atuação do mandato do vereador Leo Marques, o Leo do Social, denominando ele como o “Lord das diárias”.

Esse homem, disse em suas informações, que o Leo foi o vereador que mais gastou diárias junto à Câmara Municipal. Citou ainda que o referido vereador é a decepção do governo atual do prefeito Orlando Caldeira, pelo fato de declarar na própria câmara do município que indicou 100 pessoas para compor cargos comissionados na prefeitura.

Leo por sua vez, respondeu a postagem e parabenizou o suposto candidato a vereador por ter a iniciativa de “tentar” levar transparência às pessoas. Em um comentário que soou como um desabado, o vereador Leo expressou que nunca usou o corpo para ganhar dinheiro e que respeita quem faz isso, desde que faça de forma assumida. Leo ainda disse que quando esse ser humano fingia ser “homem”, que ele já era um homossexual assumido.

O vereador se defendeu do uso das diárias afirmando que trouxe para os cofres públicos quase 1 milhão de reais que foram investidos na área da saúde do município. Leo termina as palavras do comentário dizendo ao homem da publicação: “Você é desprezível.”

O suposto candidato a vereador respondeu ao comentário de Leo que dançou, dança, e que vai continuar a dançar. O rapaz ainda diz que desprezível foi o que fizeram com ele e com a classe LGBTS, afirmando que Leo faz parte dessa classe. Ao dizer isso, esse suposto candidato relembra uma publicação feita com ele a pouco tempo, afirmando que foi uma difamação para ele e para classe.

Esse personagem de grande polêmica é de um caráter duvidoso, pois o mesmo tem um passado que talvez fosse interessante ele fazer um próprio esclarecimento da vida dele a população, e não tentar se promover em cima dos erros ou falhas de outras pessoas como tem tentado fazer. Política é coisa séria e o mínimo para tentar uma cadeira no legislativo é ter controle psicológico e acima de tudo equilíbrio, coisa que esse futuro candidato a vereador não possui – opina o jornalista Anderson Martins.

2 Comments

  1. Penso que um jornal que se preze ao publicar uma notícia para a população precisa ter o mínimo de decência e coerência na informação. Li toda a publicação e continuei sem a informação, apenas perdi meu tempo lendo uma opinião. Matéria sem dá “nomes aos bois”, com características de tentar eliminar um possível concorrente nas políticas municipais que se aproxima onde o “jornalista” Anderson já se posicionou como pré-candidato. Não vi nenhuma exposição de dados, nem mesmo os disponíveis no portal da transparência para confrontar o vereador ou a pessoa a qual o vereador supostamente responde. Pra encerra fica o questionamento para a pseudo matéria: É A RESPOSTA DO VEREADOR OU A OPINIÃO DO “jornalista”?
    Em cheque os eleitores de Itabirito estão é lascado para escolher seus representantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close