ComportamentoCORONAVÍRUSGeralItabirito

Itabirito: já está em funcionamento o Centro de Apoio ao Autônomo e Empresário

Começou a funcionar no dia 22 de abril o Centro de Apoio ao Autônomo e Empresário. A iniciativa, fruto de uma parceria entre a Prefeitura e a Agência de Desenvolvimento Econômico, tem o objetivo de minimizar os efeitos da crise do novo coronavírus na economia do município. “Sabemos que é muito penoso o comércio estar fechado, mas essa medida é importante para evitar a contaminação pela Covid-19 e estamos trabalhando muito para auxiliar no que for preciso os empresários de Itabirito”, destaca Orlando Caldeira, prefeito de Itabirito.

O Centro de Apoio funciona na própria sede da Adesita, na Rua Dr. Guilherme, 44, Centro, sob agendamento pelo telefone 3563-1958. No local, uma equipe de economistas, administradores e advogados está à disposição para auxiliar na obtenção de linhas de crédito dos governos federal, estadual e municipal. “Muitos comerciantes não conhecem, ou não sabem como ter acesso a esses recursos que podem ser usados para pagamento de alugueis, salários e outros compromissos”, explica Denis Donato, diretor da Adesita. O serviço está disponível para várias categorias do setor de comércio, indústria e prestação de serviços, independentemente do tamanho.

Gilmara Cristina possui uma loja de roupas e foi a primeira empresária a ser atendida pelo Centro de Apoio. Ela apoia a iniciativa e ainda estuda as possibilidades apresentadas para seu comércio. “Esse serviço chegou na hora certa, pois não sabemos até quando vai essa situação e precisamos de apoio profissional para nos manter e manter os empregos que geramos”, diz.

Recursos municipais do Fundi

O Centro de Apoio também orienta para acesso ao Fundo de Desenvolvimento de Itabirito (Fundi), que, em breve, irá destinar recursos próprios da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, para que as empresas com dificuldades financeiras possam utilizar como capital de giro em seus negócios. O projeto de lei para adequação da destinação do Fundi para essa finalidade foi encaminhado à Câmara Municipal, no último dia 13 de abril, e aguarda aprovação do Legislativo.

Além dessas ações, a Prefeitura criou um comitê para discutir mecanismos que estimulem a economia local, com a participação da classe empresarial, incluindoa Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicato do Comércio de Itabirito (Sincovita) e Associação Comercial e Empresarial (ACE). Entre as medidas para ajudar os empresários a enfrentarem a crise, estão a prorrogação, por três meses, do pagamento das parcelas do Fundi para os empresários que já estão com contrato com a Prefeitura e o adiamento para mais 100 dias do pagamento do ISSQN e alvará de funcionamento e localização, além da contratação de uma empresa para produzir um portal web para auxiliar a venda de produtos com entregas delivery.

 

Fonte: Departamento de Comunicação PMI

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close