AutomobilismoEsporte

Chuva e iluminação interrompeu a etapa de Talladega

A corrida principal, foi adiada para hoje, e a zebra galopou no sábado.

Truck Series

Tate Fogleman venceu neste sábado (2) a etapa de Talladega da Nascar Truck Series. Sem dúvidas foi a corrida com recordes acidentes. O numero 38 (Todd Gililland) era o primeiro nas voltas finais. Rhodes, n°98 iniciou o Big One (acidente que envolve mais de 6 carros, é chamado de Big One) após de desestabilizar com o vácuo, e a corrida ficou entre o Gililland n° 38, Nemechek n° 4, Hill n°56 e  Fogleman n°12.

Fogleman, rodou o Nemechek nos metros finais, fazendo com que ele vencesse a corrida. Nemechek que foi rodado, chegou em quarto, e segue classificado nos playoffs.

 

Xfinity Series

Já na Xfinity Series, uma zebra galopou neste sábado, Brandon Brown n° 68, já fora dos playoffs, venceu a etapa Talladega, após a corrida ser pausada por chuvas e encerrada devido o por do sol ter afetado a iluminação.

É a primeira vez que a equipe ganha na Nascar, e que um carro de n° 68 também vence.

Porque mesmo eliminado, o piloto continua correndo?
Na NASCAR o piloto continua somando pontos, e aumentando a sua reputação, mesmo não estando no playoffs, ele continua correndo. A questão do patrocinador conta também.

CUP SERIES

Já na Cup Series, categoria principal, a corrida nem iniciou, só houve a volta de apresentação dos pilotos, mesmo assim, a apresentação foi interrompida, devido a chuva.

A corrida foi adiada para hoje as 14h horário de Brasília.

NASCAR, sigla de National Association for Stock Car Auto Racing, é uma liga de corridas fundada por Bill France, em Daytona Beach, no dia 28 de fevereiro de 1948.

As corridas deste final de semana, uma terminou devido a iluminação, e outra nem começou devido a chuva.

Mais as perguntas mais feitas quando acontece esse tipo de coisa, são?

Se é carro, por que não acendem os farois?
Na NASCAR, existem 3 marcas de montadoras, Toyota, Chevrolet e Ford. O modelo montado pela Toyota, é o Camry 3.0, da Ford o Mustang GT e da Chevrolet o Camaro ZL1, com motores V8 de 500 a 550 HP cada, depende do circuito. Em Talladega, a etapa desse final de semana que passou, a potencia é diminuída.

Os farois não acendem devido o carro ser uma imitação do veículo real. Os carros são construídos com chassis tubulares, mais conhecido como “gaiolas” que dão uma segurança maior para o piloto em casos de acidentes e de batidas graves.

Os carros não são de verdade, devido a aerodinâmica aplicada nos veículos como, abertura de Spoiler, espaçamento para caber o motor, e pneus. isso em um carro real, o gasto seria um pouco maior. além dos carros serem mais leves do que os reais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
×