AutomobilismoEsporteNASCAR

NASCAR: P da vida, Hamlin treta com Alex Bowman no Xfinity 500 Martinsville.

mesmo Hamlin chegando em 24º, ele está classificado para a final. Veja as outras categorias.

Cup Series.

Ontem 31/10, mais uma vez a Hendrick Motorsports se consagra na Nascar Cup Series. Alex Bowman (fora dos playoffs) , Camaro n°48, foi a zebra da vez nos playoffs, tirando a vitória do Denny Hamlin (classificado) que liderava o final do ultimo seguimento. Mesmo Hamlin terminando a corrida em 24º lugar, ele está na final da Nascar.

O vencedor da corrida passada, Kyle Larson, largou em primeiro, mas tomou 2 punições, todas por “Pit over-speed” (que é passar a velocidade média nos boxes), a penalidade é ir para o final do pelotão, com isso Larson conseguiu posições depois da punição, chegou a ficar em 4 lugar, mais com a outra punição terminou em 14º.

Seguimentos

Bandeiras amarelas foram inevitáveis, pista curta e estreita, é bem propenso a toques e rodagens de carros, o primeiro a amarelar a prova, foi Ryan Newman (Roush Fenway, Mustang n°6) que se tocou com o Daniel Suarez (Trackhouse, Camaro n°99), Michael McDowell, (FrontRow, Mustang n° 34) acabou esbarrando no carro do Newman.

Outro toque que teve, foi o Austin Dillon (RCR, Camaro, n°3), que forçou na traseira do Ryan Blaney (Team Penske, Mustang n°12), que acabou amaçando o carro, mais não houve bandeira amarela. E o primeiro seguimento foi de Chase Elliott (Hendrick Motorsports, Camaro n°9).

Outro amarelado foi o Austin Dillon (RCR, Camaro n°3) que foi para o muro sozinho por entrar rápido na curva. O segundo seguimento também foi garantido por Chase Elliott. com esse seguimento garantido, Elliott garantiu os pontos que precisava para ir para a final.

O terceiro seguimento, o amarelado da vez foi Josh Billick (Ricky Ware, Camaro n°52) que mais uma vez por toque com outros carros, dessa vez com Corey Lajoie (Spire Motors, Camaro n°7) se tocam e Billick vai para o muro de traseira. Outros amarelados da prova por toques foram, Ryan Preece (JTG Daugherty, Camaro n°37), Martin Truex Jr (Joe Gibbs Racing, Camry n°19) que foi eliminado por pontos, Bubba Wallace (23XI, Camry n°23), Chase Elliott (Hendrick Motorsports, Camaro n°9).

Foi nesse 3º e ultimo seguimento que a coisa começava a ficar interessante,  Alex Bowman n° 48 da Hendrick Motorsports, disputava a liderança com o classificado Denny Hamlin (Joe Gibbs Racing, n°11).

Hamlin era o líder da prova, em seguida Bowman, até que no momento Bowman sem intensão toca no n°11 e toma a liderança, com este toque, Denny Hamlin foi para 24º lugar, e Bowman ficando com a vitória. Depois da corrida Hamlin  fica bravo com o Alex Bowman e empurra-o com o carro.

Outro desesperado por pontos, era o (Penske, n°2) Brad Keselowski, que tentou dar um bumper em Kyle Busch. mais não adiantou. Kyle e Keselowski foram eliminados. Se o Brad chegasse em segundo, Truex Jr. seria eliminado.  Foram Classificados:

1 Kyle Larson (P) (Camaro n°5) 5000 0 0 9 65 35 19 25 2
2 Chase Elliott (P) (Camaro n°9) 5000 0 0 2 22 35 14 20 2
3 Martin Truex Jr. (P) (Camry n°19) 5000 0 0 4 29 35 12 19 2
4 Denny Hamlin (P) (Camry n°11) 5000 0 0 2 30 35 18 24 0

O Piloto do carro 11 deu entrevista para a NBC Sports e disse que estava bravo sim com o Bowman.

“Ele é apena um Hack, um hack absoluto. ele leva uma surra toda semana de seus companheiros de equipe (…) Ele simplesmente é terrível, ele si vê em uma oportunidade, ele aproveita. e Sim ele tem um carro rápido e corre em 10º (…)”

 

Xfinity Series

Já na Xfinity, a pole-position foi composta por, Austin Cindric, Ty Gibbs, AJ Allmendinger e Justin Haley. A primeira amarela veio do piloto Preston Pardus (DGM Racing, Camaro n°90). Outra Amarela foi de Sam Mayer (JR Motorsports, Camaro n°8) que bateu no carro de Tyler Gibbs (Joe Gibbs Racing, Supra n°54). Ao todo foram 13 bandeiras amarelas na corrida.

A corrida ficou com Noah Gragson (JR Motorsports, Camaro n°9). A segunda colocação ficou exatamente com Cindric, que pulou para o segundo lugar nos giros finais, terminando 0s064 atrás de Gragson, garantindo a vaga na final do campeonato. Daniel Hemric fechou a corrida com a terceira posição e é outro classificado para a decisão. Sam Mayer cruzou a linha de chegada com a quarta posição, enquanto Justin Allgaier completou a lista dos cinco melhores.

Gragson com o “Burn Out” de comemoração. estourou os pneus.

Com isso os classificados foram:

1 Noah Gragson (P) 4000 0 0 3 17 32 13 20 8
2 Austin Cindric (P) 4000 0 0 5 44 32 21 25 4
3 Daniel Hemric (P) 4000 0 0 0 16 32 14 20 2
4 AJ Allmendinger (P)

Truck Series

Zane Smith venceu a penúltima etapa da Nascar Truck Series, disputada em Martinsville neste sábado (30), e se classificou para a decisão da categoria das caminhonetes. Em uma corrida com um terceiro segmento dos mais truncados, o dono do Chevrolet número 21 tomou a liderança na abertura da última volta, ao ver Todd Gilliland e Stewart Friesen rodarem na prorrogação após o acionamento da bandeira branca.

A segunda posição ficou com Austin Hill, que chegou pouco mais de um segundo atrás de Zane Smith. Tanner Gray cruzou a linha de chegada na terceira posição, sendo seguido por Chandler Smith, que acabou eliminado e não disputará a decisão. Matt Crafton foi o quinto colocado, após escapar de um incidente já na parte final da corrida.

Parker Kligerman completou a corrida em Martinsville na sexta posição, enquanto Ben Rhodes finalizou a prova em sétimo. Taylor Gray acabou com o oitavo posto ao final das 204 voltas, ficando à frente de Sheldon Creed, nono depois de avançar muito nas voltas finais, quando precisou se recuperar de uma punição. Timmy Hill foi o décimo. Os Clasificados são:

1 Zane Smith (P) 4000 0 0 1 9 21 2 13 3
2 Ben Rhodes (P) 4000 0 0 2 19 21 7 15 0
3 Matt Crafton (P) 4000 0 0 0 4 21 5 12 1
4 John H. Nemechek (P)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
×