AutomobilismoEntretenimentoEsporteF1

Verstappen prevê duelo mais acirrado com Hamilton no Brasil

Próximo fim de semana, a etapa será disputada em Interlagos

O piloto da RBR foi o terceiro no grid de largada do México, mas pulou para a liderança já na primeira curva. A vitória lhe deu 19 pontos de vantagem para Hamilton, e sua equipe está apenas um ponto atrás da Mercedes. Um novo triunfo no Brasil pode deixar Verstappen muito perto do título, já que apenas mais três corridas vão encerrar a temporada 2021.

Segundo Daniel Ricciardo é só questão de tempo para que Max Verstappen conquiste seu título inédito na F1. Foi isso o que disse o piloto da McLaren em entrevista nesta terça-feira. Vale lembrar que faltando quatro corridas para o fim da temporada Verstappen é o atual líder do ranking, com 19 pontos de vantagem sobre o heptacampeão Lewis Hamilton.

Interlagos é a 19ª prova do calendário. Depois, restarão três etapas para o fim da temporada: Catar (21 de novembro), Arábia Saudita (5 de dezembro) e Abu Dhabi (12 de dezembro).

O holandês Max Verstappen, da RBR/Honda, lidera o Mundial de Pilotos, com 312,5 pontos. O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, aparece em segundo, com 293,5. São os dois que chegam à reta final com chance de título.

Lewis Hamilton

foto; getty images

Poderia ter sido na Turquia, nos EUA, no México. Quis o acaso (ou Verstappen) que ainda não tenha acontecido. Pode ser no Brasil, o que seria uma grande coincidência _e uma daquelas ironias do destino que dão tempero ao esporte.

Em Interlagos, Hamilton pode chegar a 101 vitórias na F-1. Igualará, assim, na principal casa do automobilismo brasileiro, todas as vitórias do Brasil na categoria. Terá, na sala de troféus de casa, o equivalente a 51 anos de história.

“Ainda há quatro corridas”, disse Hamilton. “Obviamente, 19 pontos são muitos pontos. Ele (Verstappen) teve muitas vitórias este ano. Com sua velocidade superior no México, se eles levarem isso para os próximos GPs, então podemos ter problemas”, disse ele.

“Não sei se eles usarão aquela asa enorme no Brasil, como usaram no México. Vamos descobrir quando chegarmos, mas espero que estejamos mais perto.”

O britânico estava se referindo ao fato de que os carros de Verstappen e de seu companheiro de equipe Sergio Perez, ostentavam uma grande asa traseira que teve uma vantagem sobre a usada pela Mercedes.

Hamilton admite que agora está entrando em um território onde sente que precisa vencer todas as corridas. Ele acrescentou: “Precisamos desses pontos extras para tentar recuperar a liderança. Esse já era o objetivo desde antes do México.”

Expondo sua maior preocupação, o heptacampeão acrescentou: “Eles são rápidos demais. Estamos dando absolutamente tudo o que temos, mas infelizmente não é o suficiente no momento para competir com eles”, finalizou.

ge / f1mania

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
×