Geral

Consciência Negra: Prefeitura de Itabirito promove semana de eventos e debates

A Prefeitura de Itabirito, por meio da Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo,
promoveu entre os dias 15 e 21 de novembro a 33ª Semana da Consciência Negra.
Debates sobre a importância dos negros na sociedade e eventos de comemoração e
exaltação à cultura afro integraram a programação.

Abertura
O evento de abertura foi marcado pela missa afro, celebrada na Capela de Nossa
Senhora do Rosário. A lavagem da escadaria foi realizada por membros do Centro
Espírita Nossa Senhora de Santana. A missa, celebrada pelo Frei Leonardo Lucas
Pereira e pelo frei franciscano Adenilson, contou com a presença do grupo Movimento
Negro Frutos da África, de Conselheiro Lafaiete, e do grupo de capoeira Cativeiro.
“Cabe a nós fazer com que as pessoas entendam que o lugar do negro é onde ele
quiser estar. Entender nossa história faz a diferença nesse processo de aceitação dos
negros na sociedade”, destacou a presidente do grupo Movimento Negro Frutos da
África, Maria Raimunda.

Diálogos
Durante toda a semana, os eventos realizados pela Prefeitura proporcionaram
momentos de reflexão e diálogo voltados para a importância de se discutir as
temáticas sociais que envolvem os negros.
Um deles discutiu a juventude negra, a arte e a cultura que os envolve.

Representatividades como Júlia Oliveira, coordenadora municipal de juventude;
Natalie Gonçalves, co-fundadora do bloco Urucum; Bruna Sudário, atriz e podcaster; e
Rodrigo Lourenzo, cyberativista de levantamentos étnico-raciais da indústria da moda
e membro do coletivo netos da África, compuseram a mesa de debate e ressaltaram
importantes temas, como a identidade negra, o preconceito, o cabelo e as vestimentas
afro.
“Antes eu não me reconhecia por meio do meu cabelo alisado. Demorei a me
descobrir e a me aceitar como negra. Assumir o meu cabelo foi um grande passo nesse
processo”, confidenciou Natalie Gonçalves.
“Acredito que, futuramente, não será necessário elegermos um dia ou uma semana
para discutirmos a importância dos negros para nossa sociedade. Somos todos iguais, e
o respeito deve ser praticado todos os dias. Capacidades e habilidades vão muito além
da cor da pele. São elas que nos definem”, ressaltou o prefeito Orlando Caldeira.

Dança afro
No dia 19, após a palestra “A Herança Africana na Sociedade Brasileira”, houve a
apresentação do grupo cativeiro de Capoeira, na Casa de Cultura. No local, o público
também pode conferir o espetáculo de dança afro Na rota dos orixás: desfazendo
preconceitos, com o premiado grupo encabeçado por Evandro Passos, que encantou os
presentes com sua apresentação.

Rodas de conversa
No evento Café Preto, realizado dia 20 de novembro – dia dedicado a Zumbi dos
Palmares -, foi discutida em uma roda de conversa, mediada pelo blogueiro e
cyberativista Rodrigo Lourenzo, a importância de Zumbi e de seu legado na atualidade.

“A roda de conversa é muito aberta e dinâmica. Podemos contextualizar a história
afro-brasileira e o recorte racial no Brasil, que é de grande valia”, afirmou Lourenzo.

Encerramento
No dia dedicado a Zumbi dos Palmares foram realizadas diversas intervenções,
propiciando à população a vivência da cultura afro. O encerramento foi marcado pela
entrega de medalhas a importantes personalidades que representam a luta diária
contra o preconceito racial em Itabirito.
Os homenageados receberam a medalha Zumbi dos Palmares no palco da Casa de
Cultura. A seguir, os presentes se divertiram ao som do grupo JC Samba, que
interpretou clássicos do samba brasileiro no show de encerramento.
“Proporcionar momentos de diversão propõe reflexões por meio da dança, inserindo
o negro de maneira livre em seu próprio espaço. Referenciar o negro por meio da
música o coloca em posição de destaque devido à sua riqueza cultural e musical”,
reforçou a ativista Danila Santos.
“Mais uma vez, encerramos a Semana da Consciência Negra com a satisfação de
cultuar nossas raízes africanas, promovendo debates, oficinas e apresentações
artísticas em torno desse tema tão importante”, finalizou a secretária de Patrimônio
Cultural e Turismo, Júnia Melillo.

 

 

 

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
×