Em toda Minas GeraisGeralItabiritoMarianaOpiniãoOuro PretoPolítica

Preço médio da gasolina subiu 46% em 2021, diz ANP

Em 2021, o valor médio do litro do diesel foi de R$ 3,675 para R$ 5,336, o que representa uma alta de 45%.

O preço médio da gasolina vendida nos postos do país avançou 46% no acumulado de 2021, segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira (3) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O levantamento semanal da agência apontou que o preço médio do litro do combustível passou de R$ 4,517 entre 27/12/2020 e 02/01/2021 para R$ 6,618 entre 26/12/2021 e 01/01/2022.

O valor médio do litro do etanol, por sua vez, registrou alta de 58% no ano passado, de acordo com a ANP. O preço do combustível foi de R$ 3,180 para R$ 5,063 no mesmo período.

Entre 27/12/2020 e 02/01/2021 e 26/12/2021 e 01/01/2022, o valor médio do litro do diesefoi de R$ 3,675 para R$ 5,336, o que representa uma alta de 45%.

Mas você poderia questionar: porque a gasolina e até mesmo o gás de cozinha vem aumentando tanto ultimamente?

A resposta é “simples”, porém revoltante! Desde 2016, a Petrobras passou a adotar para suas refinarias uma política de preços que se orienta pelas flutuações do preço do barril de petróleo no mercado internacional e pelo câmbio. Portanto, se essas duas variáveis sobem, a estatal promove um aumento do preço dos combustíveis nas refinarias.

Ou seja, se o dólar sobe, a gasolina também sobe e se a gasolina sobe todas as mercadorias no Brasil também sobem, pois ainda vivemos em um pais que depende muito do transporte rodoviário.

No mesmo intervalo, o preço médio do gás de cozinha de 13kg passou foi de R$ 75,29 para R$ 102, 28, uma alta equivalente a 36%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
×