BR-040ComportamentoEm toda Minas GeraisGeralItabiritoMarianaOpiniãoOuro Preto

Sou Notícia faz alerta sobre ‘Fake News’ em momentos de ‘desespero’

O compartilhamento de 'Fake News' só prejudica a Impresa e leva desespero a população

O Sou Notícia sempre prioriza a verdade

Veja a importância do Sou Notícia, sempre trazendo informações preliminares e a gente sempre está verificando as fontes, pois temos um compromisso com a verdade, mesmo que essa verdade às vezes possa contrariar o Poder Público e o Setor Privado. Mas o Jornalismo sempre tem que ser pautado na verdade para que possa ter credibilidade. Lembramos sempre que o nosso compromisso é com a verdade e com o povo!

Anderson Martins, Jornalista e Vereador.

 

As fake news crescem conforme o número de compartilhamentos, então é necessário repassar somente informações verídicas e sempre se questionar caso veja uma manchete duvidosa.

Notícias falsas espalham-se rapidamente e apelam para o emocional do leitor/espectador, chamando atenção com títulos sensacionalistas e causando o consumo do material “noticioso” sem a confirmação da veracidade de seu conteúdo.

O Sou Notícia, sabendo da importância de combater as fake news, se esforça ao máximo para vincular nas redes sociais, somente a verdade dos fatos.

Sabemos, que existe hoje, uma “corrida” muito grande entre os veículos de comunicação para noticiar os fatos em ‘primeira mão’, porém o compromisso com a verdade tem que ser a prioridade. Noticias falsas podem levar toda uma população ao desespero e ao delírio coletivo.

No dia 28 de dezembro de 2021, foi compartilhado em grupos de mensagens a informação de que a barragem de Itapé(Bahia), teria se rompido. A notícia falsa gerou um longo congestionamento, além de pessoas correndo desesperadas, tentando deixar a cidade.

Fake news pode matar

O compartilhamento de informações fraudulentas tem grande consequências, apesar de parecer inofensivo. No Brasil, a disseminação de uma fake news provou uma verdadeira tragédia.

Na ocasião, uma mulher foi linchada até a morte por moradores da cidade de Guarujá, em São Paulo. Fabiane Maria de Jesus tinha 33 anos, era dona de casa, casada, mãe de duas crianças, e foi confundida com uma suposta sequestradora de crianças, cujo retrato falado, que havia sido feito dois anos antes, estava circulando nas redes sociais.

Outro caso grave foi boatos sobre sequestros de crianças que se espalharam pelo WhatsApp em uma pequena cidade no México. A notícia era falsa, mas uma multidão espancou e queimou vivos dois homens antes de alguém checar sua veracidade.

Como escapar de notícias falsas?

Para se proteger contra as fake news, verifique sempre as informações recebidas e certifique-se da veracidade da notícia antes de compartilhar.

Confira a data da publicação. Uma notícia real, porém, antiga, pode causar pânico ou criar expectativas sobre alguma situação já resolvida ou controlada.

Consulte sites de verificação gratuitos. Repassar informações falsas, ainda mais se forem de grande complexidade, é perigoso. Não alimente as fake news. Na dúvida, não compartilhe.

Fonte: https://www.cnj.jus.br/programas-e-acoes/painel-de-checagem-de-fake-news/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
×