GeralItabirito

Prefeitura de Itabirito mostra ações de bloqueio de transmissão da dengue após reivindicações de vereador

A Prefeitura de Itabirito começou a mostrar as ações que estão sendo feitas para bloqueio de transmissão de dengue na cidade. Na última sexta-feira (29), por exemplo, aconteceu a aplicação do fumacê no bairro Agostinho Rodrigues, nas proximidades de onde houve registro de uma pessoa com dengue.

Acontece que o vereador Anderson Martins (MDB) vem discutindo sobre ações de combate à dengue há semanas. Nas últimas reuniões da Câmara Municipal de Itabirito, o vereador cobrou que medidas emergenciais fossem tomadas para combater a doença.

O vereador, inclusive, entrou com um Projeto de Lei (PL), solicitando que o combate à dengue seja constante, acompanhando o Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD), do Ministério da Saúde.

O PL 51/2022 que dispõe sobre medidas permanentes de prevenção contra a dengue e da outras providências, de autoria do vereador Anderson Martins, foi encaminhado para as comissões na reunião da Câmara Municipal realizada na última segunda-feira (02). “Hoje entra nesta Casa de Leis um projeto de minha autoria que dispõe sobre medidas permanentes de proteção contra a dengue e de outras providências. Inclusive, quero parabenizar entre aspas a Secretaria de Saúde, a comissão da Covid-19. Agora, em lugares fechados, não vai mais ser necessário o uso de máscaras. A Covid-19 ceifou muitas vidas; foram muitas pessoas que morreram. Hoje, boa parte da população já está vacinada; o índice de mortalidade caiu, mas nós temos um outro problema que é a dengue. Existe a dengue hemorrágica, que mata da mesma forma, e estou preocupado com o trabalho de prevenção que tem que ser feito. Já foi falado aqui sobre o fumacê que é um dos elementos usados para combater os focos desse mosquito. Que isso comece a acontecer, de forma imediata, para que nós possamos trazer segurança para as famílias”, disse o vereador.

Numa crescente da doença em todo território brasileiro, há vários casos confirmados de dengue em Itabirito, o que intensifica ainda mais o alerta para as precauções. De acordo com Thaís Ribeiro Guimarães, da Vigilância Ambiental de Itabirito, uma sequência de borrifação de inseticida contra a dengue está sendo realizada nas proximidades das residências dos casos confirmados.

O inseticida que está sendo usado para borrifação, segundo a Prefeitura de Itabirito, foi fornecido pela Secretaria de Estado de Saúde, por meio da Regional de Saúde. A prefeitura ainda informou que foram realizadas ações nos bairros Santa Tereza, Padre Eustáquio, Centro, Hamilton de Oliveira e Bela Vista, onde foi registrado o primeiro caso de 2022, e em ruas dos bairros Meu Sítio e Padre Adelmo situadas no raio de 150 metros do local onde também houve confirmação de caso.

De acordo com a Prefeitura de Itabirito, foram registrados 16 casos de dengue em Itabirito em 2022, confirmados por meio de exames clínicos. Entretanto, nas redes sociais há relatos de diversos outros casos espalhados pela cidade.

Combate à dengue

Causada pelo mosquito Aedes aegypti, a dengue pode provocar hepatite, insuficiência renal, agravamento de problemas cardíacos e distúrbios neurológicos, levando até a morte. Por isso, é importante ter cuidados diários para combater o mosquito.

O inseto pode se reproduzir por meio da água parada em pratos de vasos de plantas, calhas, caixa d’água, e garrafas. “É importante que a população esteja atenta para combater o vírus”, reforça Thaís.

É recomendável ter atenção a todos os recipientes que podem servir como criadouros do mosquito, com a água parada. Portas e janelas devem permanecer fechadas durante o nascer e o pôr do sol. Calhas devem estar sempre limpas e as lixeiras devidamente tampadas. Caixas d’água e tonéis precisam estar tampados. É importante que o terreno da casa esteja limpo e sem entulhos. Garrafas devem estar sempre viradas com a boca para baixo.

Outras informações sobre prevenção e combate da dengue podem ser obtidas no site da Unicef.

Um comentário

  1. Itabirito no combate à dengue vem sendo feito diariamente mesmo com a covid 19, não houve diminuição das ações que são realizadas como recolhimento de objetos que podem acumular água e ser criadouro para o vetor, além de outros animais; importantíssimo à população trabalhar juntamente com a secretaria de saúde a fim de evitarmos explosões de casos.Papel de cada cidadão sendo imprescindível limpar suas casas e quintais. Assim nos tornamos mais fortes no combate às arboviroses. E não esquecerem de manter o cartão vacinal em dia, pois , doenças imunopreveníveis não podem retornar como exemplo poliomielite.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
×