GeralItabirito

Morador denuncia acúmulo de pedras e entulhos em rua do Agostinho Rodrigues, em Itabirito

Uma situação tem revoltado os moradores do bairro Agostinho Rodrigues, em Itabirito, na região central de Minas Gerais. Segundo informações recebidas pelo Sou Notícia, um proprietário de lotes tem descartado, irregularmente, pedras, terras e entulhos no bairro.

Os moradores reclamam do acúmulo de entulho na rua que corta o bairro. Segundo um dos moradores, o local se tornou ponto de descarte de entulhos jogados pelo proprietário dos lotes, que não se intimida com as reclamações.

“Não sou de criar polêmica, mas tem uma situação aqui na entrada do Agostinho Rodrigues que está ficando chata, principalmente porque moro no bairro e gostaria de um parecer do Urbanismo se essa prática é permitida. O proprietário desses lotes em frente, já é a segunda vez ou mais, que coloca pedras, entulhos, terra, em cima do canteiro, danificando o mesmo. A prefeitura está fazendo um excelente trabalho de recuperação da nossa cidade, ao invés de receber ajuda, estão danificando. Acho que isso, se não tiver o aval do Urbanismo, é passível de multa. Sei que passamos por problemas graves perante as chuvas deste ano, mas isso não justifica o retrabalho de limpeza da prefeitura, que está lutando pra nossa cidade ficar linda novamente”, disse o morador.

A ação do proprietário dos lotes é ilegal, já que o correto seria alugar caçambas para colocar as pedras, terras e demais entulhos, ou pedir uma licença à Prefeitura de Itabirito para retirar os materiais da rua.

O morador aponta também outro problema nesse caso: o impacto à saúde. “Fora a poeira que está intensa no local, trazendo transtornos para a saúde da população local. Acabei de sair da UPA e lá está lotado. Se a população não colaborar, nesse período que é propício para doenças, a situação ficará pior ainda”, desabafou o morador.

É de responsabilidade da Secretaria Municipal de Urbanismo fazer a fiscalização desse tipo de caso, já que o entulho está descartado em via pública, sem os devidos protocolos que devem ser seguidos nesse tipo de situação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
×