GeralItabirito

Itabirito: evento celebra os 15 anos do Caps Adulto

Na última quarta-feira (11), um evento celebrou os 15 anos do Centro de Atenção Psicossocial – Caps Adulto, no Salão dos Ferroviários, no Complexo Turístico da Estação. Usuários do Caps e seus familiares participaram de uma ação que contou com show de mágica e dinâmicas interativas por meio da dança.

Uma decoração especial foi desenvolvida para o evento, além de um bolo simbólico em comemoração ao aniversário do Caps. Ao fim, usuários, familiares e servidores da Saúde cantaram parabéns e confraternizaram o momento com bolo e refrigerante.

Carlos Rodrigo Josafat, de 43 anos, é atendido no Caps e se sentiu feliz ao comemorar a data. “O Caps é tudo para mim. Gratidão é o que eu tenho por todos os profissionais que me atendem com paciência, cuidado e me ajudam a desenvolver minhas capacidades. Comemorarmos essa data é muito importante”, destacou.

Os Centros de Atenção Psicossocial são serviços de saúde de caráter aberto e comunitário voltados aos atendimentos de pessoas com sofrimento psíquico ou transtorno mental, incluindo pessoas com necessidades decorrentes do uso de álcool e drogas que se encontram em situações de crise ou em processos de reabilitação psicossocial.

 “O Caps é um serviço substitutivo às barbáries praticadas em manicômios antes da reforma psiquiátrica. O atendimento garante o tratamento do paciente em liberdade, a autonomia e direitos humanos. Ao comemorarmos esses 15 anos, estamos lembrando à sociedade que essas pessoas existem, são importantes e merecem tratamento digno”, destacou a psicóloga e coordenadora técnica do Caps Adulto, Silvana Mendanha.

Além do Caps Adulto, Itabirito também conta com um Caps Infantojuvenil. Os profissionais se dedicam, exclusivamente, ao atendimento de crianças e adolescentes com sofrimento mental.

“É necessária a presença desse serviço para que as demandas específicas de crianças e adolescentes com sofrimento mental sejam atendidas com o diferencial necessário. Entender esse sofrimento é importante no processo de tratamento e inclusão. Isso garante dignidade e o cumprimento dos direitos humanos”, ressaltou a coordenadora do Caps Infantojuvenil, Ana Cecília de Moura Oliveira. As informações são da Prefeitura de Itabirito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
×