GeralItabirito

Em meio a reclamações de passageiros, Santafé aumenta o preço da passagem entre Itabirito e BH

A Santafé Transportes, empresa que realiza o transporte intermunicipal entre Itabirito e BH, aumentou nesta segunda-feira (16) o valor da passagem, de R$ 22,50 pra R$ 25,00, um reajuste de 11,11%.

A novidade vem em meio a uma série de críticas que a empresa está recebendo por sua prestação de serviços. As reclamações vão desde o próprio valor da passagem – antes mesmo do aumento – ao pouco número de linhas ao longo do dia, sendo comum, por exemplo, pessoas não conseguirem embarcar, pelo excesso de passageiros.

Os usuários reclamam também sobre a higienização dos ônibus, bem como problemas em alguns cintos de segurança, oferecendo riscos à população que faz uso do transporte.

O aumento do preço da passagem já era esperado por quem está acompanhando os recentes acontecimentos, já que, na última sexta-feira (13), o Governo de Minas informou que o reajuste anual do valor das passagens do transporte coletivo rodoviário intermunicipal começaria a valer a partir de zero hora desta segunda-feira.

De acordo com o Governo de Minas, as empresas que operam o sistema solicitaram à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) um reajuste de 20%. No entanto, o pleito foi negado. Para 2022, o índice autorizado foi de 17,54% para as linhas que operam no asfalto e de 16,84% para as linhas que circulam em estradas não pavimentadas. A resolução que trata do reajuste foi publicada no Diário Oficial de Minas Gerais.

A atualização das tarifas visa corrigir a defasagem dos valores ocorridos nos doze meses antecedentes aos estudos, considerando a variação dos preços de insumos tais como combustíveis, peças de reposição, manutenção, depreciação do veículo, tributos, remuneração da mão de obra, entre outros.

A título de exemplo, de acordo com dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o Óleo Diesel acumula, nos últimos 12 meses, variação de 46,47%, e os pneus 25,39%.

O reajuste anual das tarifas do transporte intermunicipal está previsto no Decreto nº 44.603/2007 (Regulamento do Serviço de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal e Metropolitano do Estado de Minas Gerais – RSTC) e nos contratos de concessão firmados para a prestação dos serviços. Os novos valores das passagens não incluem taxas de embarque em rodoviárias e pedágios.

O Sou Notícia tentou entrar em contato com a Santafé Transportes para esclarecer as reclamações da população sobre as condições dos ônibus, mas não obteve retorno até a conclusão desta reportagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
×