GeralItabirito

Sirene da barragem Paciência, no Acuruí, é acionada e assusta população; Empresa Jaguar emite nota de esclarecimento

Uma sirene da barragem Paciência, da empresa Jaguar Mining, localizada no distrito de Acuruí, em Itabirito, na região central de Minas Gerais, foi acionada na noite desta quarta-feira (25), por volta das 21h, e assustou a população da comunidade.

“No apavoramento, não tive noção do tempo em que a sirene ficou acionada, mas foi tempo suficiente para apavorar todos. Meu pai é acamado; tem 81 anos. Minha mãe sofre de problemas psicológicos e ficou apavorada. Foi um apavoramento total, pois a casa da minha mãe é onde fica a sirene, aproximadamente uns 10 metros. Meus pais moram nos fundos da Jaguar e a barragem fica logo acima. Fora o barulho que é muito alto”, afirmou Ronaldo Lima, morador do Acuruí.

Em meio a um cenário de recentes tragédias em Bento Rodrigues e Brumadinho, moradores do Acuruí se apavoraram, acreditando que havia acontecido um rompimento da barragem. O alerta, entretanto, foi equivocado.

O vereador Anderson Martins (MDB), também na condição de presidente da Comissão de Indústria, Comércio e Mineração da Câmara Municipal de Itabirito, buscou informações, para entender o motivo do acionamento da sirene nesse horário, algo que causou pânico na população que reside nas proximidades do local.

Muitos moradores levaram em consideração também que as barragens Forquilha I, Forquilha II e Forquilha III, localizadas em Ouro Preto, têm estruturas que permanecem nos níveis 2 (Forquilhas I e II) e 3 (Forquilha III) de emergência, sendo que o nível 3 é o máximo numa escala de risco, dentro do Plano Ação de Emergência de Barragem de Mineração (PAEBM), representando risco eminente de rompimento.

De acordo com o vereador Anderson, o acionamento acidental da sirene é algo que não pode acontecer e, por isso, ele pediu que a empresa se retratasse publicamente.

Porém, o trauma que volta a atormentar a população, pode dar lugar ao alívio, pois a empresa Jaguar Mining esclareceu os fatos. Em contato com o prefeito de Itabirito, Orlando Caldeira (Cidadania), o vereador Anderson Martins foi informado de que a Prefeitura já estava solicitando esclarecimentos junto à empresa.

Inclusive, o próprio prefeito encaminhou ao vereador uma nota elaborada pela Jaguar, minutos após uma live realizada por Anderson na página do Sou Notícia no Facebook, informando que o erro havia sido reparado e que tudo estava sob controle.

A empresa Jaguar relatou que está trabalhando nas medidas de acionamento do PAEBM e que ocorreu um disparo acidental da sirene. Geralmente, quando se faz simulados, a empresa tem por obrigatoriedade comunicar a população a participar da ação e a empresa da ciência sobre horários em que a sirene irá soar. Nesse caso foi um disparo acidental.

Na nota, emitida após cobrança do vereador Anderson Martins, a Jaguar pede desculpas à população do Acuruí, afirmando que a sirene foi acionada de forma acidental e que a empresa está fazendo contatos para dar o devido esclarecimento e tranquilidade aos moradores.

Nas redes sociais, também há um aúdio atribuído a um vigilante da Jaguar, informando sobre a dinâmica do acionamento equivocado da sirene. “Aqui é um vigilante da Jaguar. Estou verificando a situação aqui. Isso é só um alarme falso e acionou a sirene. Estou em contato com o responsável. Eu estou de plantão aqui na barragem e não tem nada não. Está tranquilo. Só pra traquilizar vocês”, narrou.

Veja abaixo a nota da empresa Jaguar, enviada ao vereador Anderson Martins, pelo prefeito de Itabirito, Orlando Caldeira, sobre o acionamento da sirene na noite desta quarta-feira.

Na noite desta quarta-feira, 25/05, por volta de 21 horas, a sirene da barragem Paciência, da Jaguar, instalada na comunidade de Acuruí, em Itabirito (MG), foi acionada de forma acidental.

Os órgãos oficiais foram informados sobre o acionamento equivocado. Imediatamente, a Jaguar Mining iniciou a análise técnica para buscar as causas do acionamento equivocado.

Lamentamos profundamente pelo acionamento acidental e pedimos desculpas aos moradores da comunidade de Acuruí.

A empresa está fazendo contatos para dar o devido esclarecimento e tranquilidade aos moradores.

Reforçamos que a barragem da Jaguar está segura e é diretamente monitorada.

Em caso de dúvidas, entre em contato nos telefones (31) 98448 2051 / 98442 8262″

Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
×