Belo HorizonteGeral

Zoológico de BH registra 70 mortes em um ano

O Zoológico de Belo Horizonte registrou 70 mortes, entre 2020 e 2021, de acordo com dados da prefeitura. A última foi nesse domingo (24), da Zebra Mila, de 19 anos, que não resistiu a um quadro de cólica intestinal.

Além da zebra, a PBH destaca os óbitos de uma elefante, uma onça, um lagarto monitor, um gorila filhote e um sagui imperial. Segundo o órgão, o número maior de óbitos inclui as aves, cuja longevidade é menor do que as demais espécies. Além disso, outros animais já estavam idosos ou vieram de apreensões e chegaram ao zoológico debilitados.

Em contrapartida, houve 34 nascimentos ou chegadas de animais ao local. Entre estes, dois filhotes gêmeos de mico-leão-preto, um segundo filhote de arara azul grande – o primeiro nasceu em 2020 -, um gorila e um macaco barrigudo. Além deles, um lobo-guará, oito emus, dois cisnes do pescoço preto, três emas, uma jacutinga, dois azulões, um sofrê e quatro pássaros pretos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
×